Conecte-se a nós

Notícias

Atropelamento, no Centro de Lages, atinge sete pessoas, sendo uma gravemente ferida

Published

em

Fotos: Adecir Morais, Bega Godóy, Camila Paes e Vinicius Prado

Atualizado às 19h50min

Um Sandero Prata, placas MKE 5558, atravessou os dois calçadões do Centro de Lages, na tarde desta sexta-feira (01) e atropelou várias pessoas. Segundo relatos, o carro acelerou a partir do começo do Calçadão Túlio Fiuza de Carvalho e foi atingindo. Quatro pessoas foram atropeladas, mas várias acabaram se machucando ao tentar fugir do carro. Dos quatro atropelados, duas estão gravemente feridas. Os populares que auxiliaram as vítimas nos calçadões não acreditavam no que estava acontecendo.

Vera Morais estava próximo a loja Pontão 10, quando seu filho olhou para trás e disse: “Mãe! Corre que o carro tá vindo”. Vera conta que deu somente de segurar seu filho e se jogar em direção ao estabelecimento. Ela machucou o braço, mas respirou aliviada, depois do susto enorme que foi esse atropelamento.

O picolezeiro Alcindo de Lima, de 57 anos, que trabalha há quase 40 anos na esquina próximo a lotérica, na Nereu Ramos, foi arremessado há quase um metro, após o Sandero lhe atingir. Alcindo conta que não deu tempo de fazer nada. Ele só diz que ficou a salvo graças ao seu carrinho de picolé, que amenizou o impacto.

Giovanni Oliveira Fornari, de 41 anos, natural de Ponta Grossa (PR) era quem estava no Sandero e autor do atropelamento. Ele seguiu pela Nereu Ramos, em direção ao terminal, contornou por baixo pela Rua Fausta de Souza, onde atropelou um policial que estava de moto. Depois, subiu em direção a Correia Pinto, onde foi detido, nas imediações do Posto Central. Para detê-lo, a polícia teve de atirar contra ele.

Segundo o Corpo de Bombeiros e nota oficial do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, o motorista Giovanni Oliveira Fornari, 41 anos, ferido por arma de fogo, morreu no hospital.

Vítimas

As vítimas que foram socorridas e encaminhadas ao HNSP são:

1) Lara Bruna dos Santos, 29 anos – Escoriações leves

2) Vera Morais de Oliveira, 46 anos – Escoriações leves

3) Janaína Antunes Correia, 33 anos – Ferimentos graves

4) Joel Alves de Souza (Polícia Militar) 48 anos – Escoriações leves

5) Lays da Silva – Escoriações leves

6) Marcos – Escoriações leves

7) Giovanni Oliveira Fornari (autor dos fatos), 41 anos – Morreu no hospital

Nota oficial da Polícia Militar

Ao chegar ao calçadão da Praça João Costa, o autor dos fatos seguiu na rua Nereu Ramos até a rua Coronel Serafim de Moura, onde colidiu com a motocicleta que estava sendo pilotada pelo sargento da PM Joel Alves de Souza.

O motorista arrastou a vítima do atropelamento por alguns metros parando apenas no entroncamento com a rua Fausto de Souza, onde teve que parar o carro por estar com a vítima em baixo do veículo. O motorista desembarcou do veículo e seguiu correndo até próximo à rua Correia Pinto, onde foi abordado por dois policiais militares.

Ao receber a voz de parada, o motorista seguiu na direção dos policiais com uma faca. Neste momento, para conter o autor e cessar as agressões, inclusive para manter sua própria integridade física, o policial precisou realizar um disparo de arma de fogo.

Giovani foi atingido na região abdominal, caiu, foi imobilizado, socorrido e encaminhado para o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres. Giovanni não tinha antecedentes criminais e morreu no hospital.

Ajuda aos atingidos

Quem não se machucou, ajudou as pessoas atingidas pelo atropelamento. Uma que ficou gravemente ferida, quase em frente a Ótica Diniz, foi auxiliada por populares. As pessoas diziam para não filmarem e não fotografarem. Um grupo criou um cordão humano para evitar que outras pessoas se aproximassem da mulher ferida.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Assista aos vídeos do exato instante em que o carro invade o Calçadão Túlio Fiuza de Carvalho e também sai da Praça João Costa, atingido o picolezeiro:

 

Nas redes sociais, as pessoas começam a comentar sobre o assunto e a enviar mensagens de solidariedade as pessoas atingidas e que se envolveram no acidente:

 

Anúncio
5 Comentário

5 Comentários

  1. André

    02/12/2017 at 13:44

    Parabéns pela atitude dos policiais,que não exitaram em atirar e proteger os cidades,contra esse terrorista.

  2. Carlos Ribeiro

    01/12/2017 at 16:02

    O pior de tudo é que mesmo frente a uma tragédia com esta, o povo lageano se mostra intransigente, atrapalhando veementemente as forças de segurança invadindo os cordões de isolamento causando tumulto durante o socorro das vítimas.

    Lamentável tal comportamento.

  3. Abel Lima

    01/12/2017 at 15:12

    Pelo amor de Deus…alguém corrija o anuncio da matéria…” machudas “…

    • CLMais

      01/12/2017 at 15:19

      Corrigido, obrigado Abel

    • Kalebe Juan

      01/12/2017 at 15:42

      Meu DEUS eu tava no Causadão quando ele passo e ele passo de raspão por mim graça a DEUS que eu me livrei eu ainda estou em tremendo por conta disso.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: