Geral

Além da Polícia Militar, a Civil também sofre com coletes vencidos 

Published

em

Com o vencimento de coletes à prova de bala, policiais militares de Santa Catarina estão revezando os equipamentos de proteção até que os novos cheguem para serem repostos. A previsão é que cheguem 120 dias após a compra.

Mas essa situação não é exclusividade da PM. Segundo o delegado regional da 8ª Delegacia da Polícia Civil de Lages, com abrangência em 16 municípios, Fabiano Henrique Schmitt, no decorrer do ano passado houve a substituição de coletes de vários policiais, porém, ainda há uma quantidade razoável de coletes vencidos sendo utilizados e não há, por ora, previsão de troca dos que estão vencidos.

Ele não está autorizado a mencionar quantos coletes foram recolhidos, mas adiantou que serão comprados pelo Governo do Estado, além de coletes à prova de balas, armas e munições.

Por outro lado, na Polícia Federal (PF) de Lages, os equipamento foram trocados recentemente.

O mesmo acontece com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), na qual todos foram renovados no último mês. Cada policial de serviço tem o seu e a quantidade disponibilizada depende da guarnição. Na terça-feira (7), por exemplo, três policiais estavam em  serviço e os três usavam coletes dentro do prazo de validade, ou seja, nenhum trabalhava com colete vencido ou sem colete.  

Os policiais rodoviários federais sempre se preocupam  em manter os equipamentos na validade e os substituem antes mesmo do vencimento. Alguns têm, inclusive, mais de  2,5 anos de validade e cada um tem o seu.

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com