Eleições

Votação em Lages, seguiu tranquilamente na manhã deste domingo

Published

em

No Colégio Godolfin Nunes de Souza, houve formação de filas. Fotos: Susana Küster

Chuva forte e frio não intimidaram vários eleitores, que preferiram ir votar bem cedo. A presença de filas em algumas sessões eleitorais de Lages, como por exemplo no Godolfin Nunes de Souza e na Escola Estadual Vidal Ramos Junior (Centro Educacional), mostraram claramente que alguns eleitores gostam de votar no primeiro horário. O fato de votar para seis candidatos e mais a biometria nas urnas, deixou o processo mais demorado, o que contribuiu para a formação de filas. No Colégio Belisário Ramos, no Bairro São Cristovão, não houve fila pela manhã, a votação seguiu tranquilamente. 

Algumas urnas tiveram problema com o registro da biometria e por isso tiveram que ser trocadas. Segundo o chefe da 21ª Zona Eleitoral, Gilmar Duarte, esse processo é normal, e justamente por isso se trabalha com uma margem de segurança para trocar as urnas e não acontecer nenhum imprevisto devido a esses problemas. Em Lages, o voto com biometria não é obrigatório nessas eleições, de qualquer forma, o eleitor precisa levar um documento com foto para conseguir votar. Na Serra Catarinense, somente o município de Bom Retiro tem o voto com biometria obrigatório.

Leda Maria, aos 95 anos, fez questão de exercer sua cidadania.

Quem fez questão de exercer sua cidadania, foi Leda Maria Moreira César da Costa, aos 95 anos. Ela afirma que faz questão de votar sempre, porque acredita que é preciso acontecer melhorias no Brasil e para isso é necessário votar. Acompanhada do filho, João Carlos César da Costa, ela afirma com muito orgulho que vota pois é brasileira. Seu carisma, foi a atração na sessão eleitoral, como tem mais de 60 anos passou na frente e não precisou enfrentar a fila.

Marina Machado não queria votar porque diz que isso não tem mudado à realidade do povo.

Aos 68 anos, Marina Machado Vieira foi votar, mas diz que não estava empolgada. Ela acredita que a corrupção e os problemas na saúde e educação, desencorajam os brasileiros a votarem. “Tem que mudar muito, principalmente para os pobres, a situação não está boa”. Ela acredita que a intolerância política, exacerbada principalmente nas redes sociais, mostra como o povo está cansado das falsas promessas dos políticos. “O voto não deveria ser obrigatório, muitos doentes precisam se deslocar de casa. Eu com problema de coluna tive que vir votar”. Hoje, o voto só não é obrigatório para as pessoas acima de 70 anos e jovens entre 16 e 18 anos.

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com