Coronavírus

Vaquinha é para ajudar famílias de crianças carentes

Published

em

Ariane já fez várias ações beneficentes / Divulgação

Os supermercados foram invadidos, na semana passada, por aqueles que temiam ficar sem alimentos durante o período da quarentena do coronavírus. Mas nem todos têm condições de comprar o essencial para viver e, para se alimentar, precisam contar com a solidariedade. Foi com este propósito que a advogada Ariane Machado Basquerote decidiu fazer uma vaquinha online. Os recursos serão utilizados para comprar alimentos para famílias carentes.  

“A maioria das crianças que estuda nas creches e escolas do município faz suas refeições nas instituições e, com a suspensão das atividades, a alimentação básica desses pequenos ficou ainda mais difícil”, comenta Ariane.

Com o objetivo de arrecadar fundos para comprar cestas básicas e produtos de higiene, a vaquinha vai até o dia 20 de abril. Devido às orientações para se restringir o contato físico, evitando o contágio do vírus, as doações podem ser feitas de forma online pelo link “vaka.me/949128”, a qual aceita doações acima de R$ 25,00, que podem ser efetuadas por boleto ou cartão. Quem preferir, pode depositar qualquer valor na conta: Caixa Econômica Federal, Agência 0420, operação 013, conta poupança 195499-2, CPF 058.395.739-06. Para mais informações sobre como doar, basta entrar em contato com Ariane (49 99138-1480).

A cestas serão distribuídas nos bairros Caça e Tiro, Penha, Nadir e Cristal. A meta é alcançar o valor  de R$ 50 mil, o suficiente para ajudar aproximadamente 50 famílias de cada bairro, mas atualmente o valor está em apenas R$ 1.515. 

Após o encerramento da vaquinha, as cestas e os produtos serão comprados até o final do mês de abril. “Se conseguirmos arrecadar um valor significativo, outras comunidades poderão ser beneficiadas. As entregas serão feitas para os presidentes/responsáveis pelas associações dos moradores de cada comunidade, que farão as distribuições”, explica Ariane. 

 

Como surgiu a ideia 

 

Desde 2015, Ariane faz trabalhos sociais em Lages. Ela conta com a ajuda da família, amigos e da comunidade, que participa nas doações. Desta forma, leva esperança para famílias que passam necessidades. Em 2019, ela conseguiu mobilizar um número maior de doadores, arrecadaram 116 cestas básicas e 220 caixas de bombons, que foram entregues no Bairro Caça e Tiro e região, para famílias em estado de extrema vulnerabilidade. 

“Diante de toda essa situação que estamos passando, e levando em consideração que essas famílias continuam vulneráveis, com as crianças em casa, cuja única alimentação, muita vezes, era a merenda escolar, surgiu a ideia de mobilizar não só aqueles que conhecem os projetos realizados, mas toda a comunidade lageana, com o objetivo de levar um pouco mais de esperança às famílias”, comenta. 

O trabalho social, feito por ela, também envolve os carroceiros que sobrevivem de reciclagem e mães que trabalham como empregada doméstica e sustentam os filhos sozinhas. 

“Estamos enfrentando um vírus invisível, que nos fez parar e pensar quais são os nossos valores, e que ricos ou pobres sofrem a mesma moléstia. Precisamos passar por situações extremas para reconhecer o valor da palavra solidariedade. Para quem tem acesso a uma boa alimentação, higiene, saneamento básico e uma moradia digna, ficar em casa é possível. Mas sabemos que essa não é a realidade da maioria das famílias brasileiras, inclusive no nosso município de Lages”, conclui.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com