Coronavírus

Sesc faz campanha para arrecadar material para produzir e distribuir máscaras

Published

em

Foto: Divulgação

O Sesc Santa Catarina lança, por meio do projeto Envolva-se, a ação “Máscaras para Todos”. O objetivo é mobilizar doadores de materiais e voluntários em 16 cidades catarinenses e, desta forma, ampliar a produção e distribuição de máscaras de tecidos para doar à população.

A medida se faz necessária, neste momento, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que gera grande demanda do sistema de saúde e risco à população, principalmente às pessoas com saúde mais debilitada e moradores de comunidades periféricas.

A iniciativa acontece nas cidades de Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Concórdia, Curitibanos, Florianópolis (Prainha), Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Lages, Laguna, São João Batista, São Miguel do Oeste, Tijucas e Xanxerê.

Todo o material arrecadado será entregue pelo Sesc Santa Catarina aos participantes voluntários do projeto para a produção das máscaras.

E todas as máscaras serão doadas em comunidades e instituições sociais identificadas pela Instituição e entidades parceiras.

“Neste momento, juntamente com os cuidados com a saúde, é urgente pensar em estratégias de fortalecimento e suporte a essas comunidades, que se encontram em grupos de risco e maior exposição. O projeto reforça o compromisso social do Sesc em contribuir para a prevenção da disseminação do novo Coronavírus (Covid-19)”, destaca Jéssica da Luz Pereira Pucci, gerente de Saúde e Assistência do Sesc Santa Catarina. 

O projeto iniciou-se nesta semana, e já reuniu uma média de 40 voluntários. Dona Roselene da Silva e a amiga, Conceição Madruga de Jesus, moram em  Capão Alto, elas são umas das voluntárias que se propuseram a fazer esse trabalho de solidariedade.

“É muito importante fazermos este trabalho em meio a esta pandemia. Nós que temos condições, poder aquisitivo maior e, também, tempo disponível, devemos ajudar ao próximo, aqui em Capão Alto e em qualquer lugar do Brasil. Estamos aqui com muito amor e muito carinho. Nos sentimos bem e muito tranquilas em poder ajudar o próximo, pois somos todos iguais. Devemos pensar coletivo”, relata Roselene. 

>> Como acontece

O projeto será desenvolvido por meio de uma rede colaborativa, que promove a responsabilidade socioambiental e a cooperação entre doadores de materiais e os participantes voluntários cadastrados no projeto “Envolva-se”, com a finalidade de ampliação da produção e distribuição de máscaras artesanais de tecido para uso das pessoas que mais necessitam. E assim, incentivar a cultura da doação e da colaboração.

>> Como doar materiais

Podem doar pessoas físicas ou empresas. Os interessados precisam fazer contato com a Unidade do Sesc Santa Catarina da sua região para agendar a entrega e o Sesc vai até o local receber o material. Em Lages o Sesc fica localizado na Avenida Dom Pedro II, 1693 , no Bairro Universitário. Você pode entrar em contato pelo e-mail (lages@sesc-sc.com.br) ou por telefone (49) 3251-5150 / (49) 98815-2520 / (49) 9976-3199 (Rúbia). Os horários de atendimento são de segunda a sexta-feiras das 8h às 22h e sábados das 9h às 15h. 

>> Materiais necessários: Tecidos 100% algodão, TNT, malha/fio de malha, tesoura de tecido, agulhas, linhas, elásticos. Preferencialmente, pede-se que os materiais estejam higienizados e embalados para evitar a disseminação do vírus.

>> Como ser um participante voluntário na confecção das máscaras

Os interessados em participar como voluntários na confecção das máscaras basta clicar aqui ou entrar pelo QR code. Em Lages o Sesc fica localizado na Avenida Dom Pedro II, 1693 , no Bairro Universitário. Você pode entrar em contato pelo e-mail (lages@sesc-sc.com.br) ou por telefone (49) 3251-5150 / (49) 98815-2520 / (49) 9976-3199 (Rúbia). Os horários de atendimento são de segunda a sexta-feiras das 8h às 22h e sábados das 9h às 15h. 

Todos os voluntários receberão videoaulas e materiais de orientação para aprenderem a confeccionar as máscaras em casa, com ou sem máquina de costura. Também receberão em casa os materiais para a produção das máscaras, que serão arrecadados de empresas parceiras e demais doadores.

O Sesc recolherá as máscaras produzidas pelos voluntários para organizar as entregas.

>> Prevenção

Estudos afirmam que as grandes desigualdades das cidades brasileiras fazem com que a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) tenha impactos assimétricos sobre a população e exigem medidas específicas para diferentes territórios. As principais medidas de prevenção recomendadas para conter a pandemia é lavar as mãos eo rosto com frequência, fazer uso de álcool gel e praticar o distanciamento social, mas isso não estão ao alcance de muitos moradores de comunidades e periferias das cidades brasileiras. Poucos moradores, além disso, podem aderir ao isolamento. Pessoas de menor renda e trabalhadores informais são os mais afetados pelos efeitos econômicos da pandemia. Para este público, as máscaras de tecido são funcionam como a principal forma de prevenção da doença.

De acordo com nota da Sociedade Brasileira de Infectologia, o uso de máscaras de tecido pode ser recomendado para a população que necessita sair de sua residência, como uma forma de barreira mecânica, pois diminui a disseminação do vírus por pessoas assintomáticas ou pré-sintomáticas que possam estar transmitindo o vírus sem saberem. Entretanto, o uso deve ser acompanhado das outras medidas preventivas já recomendadas, como distanciamento social, evitar tocar os olhos, nariz e boca, além de higienizar as mãos com água e sabonete ou sabão ou álcool a 70%. O uso da máscara de tecido deve ser individual, não devendo ser compartilhado.

 

Faça aqui seu cadastro

para ser um voluntário

na confecção de máscaras 

 

   

Roselene da Silva e Conceição Madruga de Jesus são voluntárias para a confecção de máscaras   Fotos:  Divulgaçãos para doar a quem precisa 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com