Conecte-se a nós

Notícias

Senado espanhol pede proibição da burka em espaços públicos

Published

em

Madri, 23/06/2010, (EFE)

O Senado espanhol aprovou nesta quarta-feira uma moção da oposição conservadora que pede ao Governo a proibição nos espaços públicos da burka e do "niqab", véus islâmicos que cobrem quase totalmente a mulher.

 

Apresentada pelo opositor Partido Popular (PP) e apoiada pelos nacionalistas catalães, a iniciativa defende a realização "das reformas legais e regulamentares necessárias" para proibir o uso destas roupas em espaços públicos que não tenham finalidade estritamente religiosa.

 

A moção na câmara alta do Parlamento contou com a oposição do governante Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), apoiado por nacionalistas bascos e um pequeno partido catalão.

 

Com esta votação, o Senado rejeitou também uma emenda do PSOE que propunha regular o uso destas vestes através da colaboração com as comunidades muçulmanas, da educação no respeito à dignidade pessoal e a igualdade entre homens e mulheres e da sensibilização social e a formação.

 

O ministro da Justiça espanhol, Francisco Caamaño, se opôs recentemente a burka por razões de dignidade e de segurança nos espaços públicos, e anunciou que a Lei da Liberdade Religiosa tratará de forma geral o relacionado com o uso destas prendas.

 

A burka é uma túnica que cobre a mulher completamente, da cabeça aos pés, e que tem uma tela na altura dos olhos para permitir a visão, e o "niqab" é um véu que só deixa os olhos a mostra.

 

Calcula-se que na Espanha residem mais de 1 milhão de muçulmanos. Segundo fontes oficiais, 775 mil marroquinos residem legalmente na Espanha, o que a transforma na comunidade estrangeira mais numerosa do país.


Foto: (EFE)

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: