Geral

Sem previsão para retorno de voos da Azul em Lages 

Published

em

Em Lages, ocupação média dos voos era de 80% Foto: Arquivo CL/SusanaKuster

No dia 16 de março, a companhia Azul Linhas Aéreas Brasileiras divulgou, por meio de nota, a suspensão de suas operações em 11 cidades, entre elas, Lages.

A empresa justificou tal estratégia em função da queda na demanda gerada pela propagação do coronavírus (Covid-19). Na semana passada, os voos foram retomados em Navegantes e em Chapecó, mas não há previsão para Lages. 

Segundo a nota divulgada em março, a suspensão dos voos em Lages seria dia 23 de março a 30 de junho, mas segundo o diretor de expansão da companhia, Ronaldo Veras, ainda não há uma data.

“Além de estarmos retornando aos poucos, a Two Flex (Aviação Inteligente), que seria uma alternativa, ainda está em fase de finalização de contrato.  Passando esse período, nos reuniremos com o governo do Rio Grande do Sul, para traçarmos nossos planos”, comenta.

]Como a empresa enviou as respostas pelo WhatsApp, não ficou clara a necessidade de contato com o Rio Grande do Sul. Em 2018, cogitou-se que Lages seria conectada, pela Azul, a Porto Alegre, o que poderia justificar tal reunião. 

Em contrapartida, o coordenador da Comissão Pró-voo, da Acil, Anderson de Souza, comenta que a informação obtida é que os voos retornarão início de julho.

Para ele, os prejuízos na economia por conta da ausência dos voos, são significativos, “especialmente se retornarem somente em Julho, teríamos de conseguir a volta de voos a partir de Junho, nem que ocorra de forma reduzida”, comenta. 

Além disso, ele ressalta que é preciso a ajuda das autoridades, como prefeitos, deputados, lideranças empresariais e usuários, para que pressionem a companhia a retornar a operação. “Precisamos resolver isso o mais cedo possível”, conclui. 

Desde que iniciou a operação em Lages, a Azul informou que os voos tinham, em média, 80% de ocupação, índice considerado excelente pela companhia e por pessoas ligadas ao transporte aéreo.

Os aviões pousavam e decolavam quase lotados de Lages, o que causa ainda mais surpresa a suspensão completa do serviço 

Dias antes do anúncio da Azul, ainda em março, empresários estiveram reunidos na Acil e defenderam que aceitariam a redução do número de voos. Depois, foram surpreendidos com a notícia da suspensão total, o que desconectou Lages e região do restante do Brasil.

Latam investe mesmo com a crise do coronavírus

A Latam iniciou, no dia 6 de abril, sua operação no Aeroporto Municipal Serafim Enoss Bertaso, em Chapecó. Segundo o Portal NDMais, os voos são realizados na segunda, quinta e sexta-feira.

A aeronave com capacidade para 144 passageiros pousa em Chapecó às 11h55 e decola rumo a Congonhas, em São Paulo às 12h25.

O voo direto para São Paulo é operado duas vezes por dia em aeronaves Airbus A319, com capacidade para 144 passageiros em classe Economy.

No anúncio da operação, as passagens para o novo voo podiam ser compradas a partir de R$ 124,89 (preço por trecho, com taxas inclusas). 

clique para comentar

Deixe uma resposta