Conecte-se a nós

Notícias

Sargento diz que a arma disparou

Published

em

Lages, 17/06/2010, Correio Lageano

 

O furto de dois botijões de gás e duas chapas de alumínio foi o motivo que levou o sargento do Corpo de Bombeiros, Paulo Godinho, a atirar no operário de reciclagem, Gilmar Antônio Pires de Jesus, 25 anos. O militar, que prestou socorro à vítima, disse em depoimento que a arma disparou.

 


O fato ocorreu segunda-feira (14) e o militar contou que chegava em sua oficina quando avistou o suspeito. Correu atrás e no portão da casa de Jurema Ramos Pires, mãe do suspeito, o segurou pela gola da camisa. “Eu disse, tu vai comigo para a delegacia. Vai contar onde está vendendo os produtos que furtou. Ele reagiu e eu me desequilibrei e a arma disparou”, contou.

 


Gilmar de Jesus foi atingido no pescoço. Segundo o militar, ao perceber a gravidade do ferimento fez compressas no pescoço de Gilmar até chegar o socorro. Em seguida o sargento foi à Delegacia de Polícia e entregou o revólver calibre 38, junto com o registro e porte da arma.

 


Paulo Godinho explicou que sua intenção, não era atirar em Gilmar. A arma disparou involuntariamente. Ele disse que a outra pessoa que estava junto, era um rapaz que conhecia Gilmar e não tem qualquer relação com os fatos.

 


Gilmar continuava na UTI, ontem, e seu estado de saúde é delicado. Para a mãe da vítima, nada justifica a tentativa de homicídio. “Ele tem três crianças pequenas e uma delas fica só pedindo pelo pai. Que chamasse a polícia, mas não atirasse em meu filho”, desabafou Jurema Pires.

 

Foto: Onéris Lopes

Compartilhe
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade do Correio Lageano e Portal CLMais