Conecte-se a nós

Geral

Queda na safra da maçã já é perceptível

Published

on

Foto: Arquivo CL/Camila Paes

Com uma semana para terminar a colheita da maçã tipo Gala, produtores já se preparam para a venda de uma safra da fruta menor que a do ano passado. Para a Fuji, que começa a ser colhida nos próximos dias também, a expectativa também é de queda.

De acordo com a Associação dos Produtores de Maçã e Pêra da Região de São Joaquim (Amap), a expectativa é que a diminuição seja de 30% a 40% em relação a 2017. Neste ano, a fruta está menor, o que prejudica no peso final da colheita dos produtores.

O engenheiro agrônomo do site Climaterra, Ronaldo Coutinho, ressalta que as condições climáticas do último ano foram significativas para os resultados atuais. Ele explica que, as horas de frio, que são medidas a partir de temperaturas abaixo dos 7,2 ºC, foram poucas na maioria da região. Isso foi prejudicial, porque as frutas precisam de 500 a 600 horas de frio para a sua formação. Normalmente, a região de São Joaquim registra 900 horas de frio de meados de abril até setembro.

No ano passado, de acordo com Coutinho, houveram muitas variações, que partiram de 400 a 1.000 horas por localidade.
Ele ressalta que o último inverno foi fraco e o começo da primeira, em setembro, foi muito quente, o que antecipou a florada dos frutos. Além disso, as geadas tardias em outubro e a estiagem prejudicaram a produção.

Entretanto, Coutinho ressalta que a fruta neste ano não perdeu sua qualidade, já que as condições climáticas também dificultaram a proliferação de pragas. “O problema da fruta é a venda, já que o consumidor se atrai pelo tamanho da maçã”, completa.

O presidente da Amap, Rogério Pereira, explica que a queda da produção não é problema exclusivo de São Joaquim, mas que se estende também ao Rio Grande do Sul. A esperança, segundo ele, é que o ajuste de preço da fruta compense a queda na quantidade da safra. Assim, o produtor não será tão prejudicado.

Prejuízos para a economia do município

A produção de maçãs é a principal atividade econômica de São Joaquim. Movimenta cerca de R$ 300 milhões por ano em vários setores e responde por centenas de postos de trabalho. Diante desta situação, o secretário de agricultura de São Joaquim, Volnei Júnior, confirma que a previsão é de uma safra menor em relação a de 2017.

Entretanto, os dados ainda estão sendo analisados e é difícil mensurar a porcentagem dessa queda. Assim como o presidente da Amap, Volnei acrescenta que, para que o reflexo nas famílias produtoras e na economia da região não seja tão grande, é preciso que essa queda seja compensada no preço final da fruta.

Como grande parte dos moradores da região trabalha com a fruticultura, com o impacto da diminuição da safra, diversos setores econômicos também podem sair prejudicados.

Durante a safra da maçã, muitos trabalhadores de diversas regiões do Brasil, chegam a Serra Catarinense em busca de ofertas de emprego. Com a diminuição da safra, as opções de trabalho podem não ser suficientes para o tamanho da procura.

Mas o secretário acrescenta que, com o trabalho realizado pelas associações de produtores, essas pessoas estão sendo identificadas e podem receber os encaminhamentos necessários para encontrar novos postos de trabalho ou retornar para seus locais de origem.

Análises diferentes

O engenheiro agrônomo da Cooperserra, Marcio Beckhauser, avalia que para os produtores da cooperativa, a safra de 2018 não terá tanta diferença quanto a do ano passado. Com 93 produtores associados e 4,5 hectares plantados, Marcio revela que é difícil fazer uma comparação com o ano passado, já que em 2017 foi registrada uma safra histórica para a região.

A maçã tipo Gala, segundo ele, terá uma safra igual a do ano passado. Já para a Fuji, a cooperativa espera uma queda, mas pequena.

De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), é esperado volume 20% a 30% inferior a 2017, devido às geadas e granizos registrados nas regiões produtoras durante o período de frutificação.

Além disso, outro fator que pode limitar a produtividade é a presença de pedúnculos mais curtos, que dificultam a boa fixação, ocasionando quedas das maçãs das árvores e fazendo com que as frutas tenham calibres menores.

Comentários
Compartilhe

Geral

Favreto dá prazo de uma hora para soltar Lula

Published

on

O desembargador Rogério Fraveto, do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, reiterou novamente a decisão de mandar soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após pedido de reconsideração feito pelo Ministério Público Federal (MPF). Favreto determinou ainda que Lula seja solto em até uma hora.

Para o magistrado, a decisão não fere atos anteriores que negaram a liberdade ao ex-presidente. Favreto destacou que o juiz federal Sérgio Moro não tem mais competência para questionar decisões no processo.

“A decisão em tela não desafia atos ou decisões do colegiado do TRF4 e nem de outras instâncias superiores. Muito menos decisão do magistrado da 13ª Vara Federal de Curitiba, que sequer é autoridade coatora e nem tem competência jurisdicional no presente feito”.

Fonte: Agência Brasil

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Geral

Alunos comemoram vitória da Seleção Brasileira

Published

on

Emanuele Rodrigues se caracterizou para assistir o jogo - Fotos: Camila Paes

A partida da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia animou os estudantes que assistiram ao jogo contra o México na Escola Municipal Aline Giovana Schmitt e no Centro Infantil Irmã Dulce, no Bairro Guarujá, em Lages. Alguns deles se vestiram da cor verde-amarela para torcer pelo bom desempenho do Brasil. Antes da partida, a ansiedade e a expectativa tomavam conta dos torcedores.

Cerca de 200 alunos do 6º ao 9º anos do ensino fundamental se concentraram no auditório da escola. O ambiente contou com telão e televisor para alunos, professores e funcionários assistirem ao jogo.

Com gritos de “Vai, Brasil”, a criançada torcia empolgada no início da partida. Muitos caracterizados com as tradicionais pinturas no rosto. Algumas meninas usavam tiaras com as cores do Brasil. Outros com bandeiras nas costas, como o caso da auxiliar de direção Margarete Maria Becker. Ela contou que além da seleção, sua torcida era, especialmente, para o goleiro Alisson que, segunda ela, é seu primo em terceiro grau.

Otimista, a aluna do 9º ano do ensino fundamental Fabíola Aparecida, de 14 anos, esperava pelo gol de Neymar para a Seleção Brasileira. “Estou muito feliz. Estou torcendo muito para que o Neymar faça um gol. Espero que o Brasil ganhe com um gol marcado por ele”, afirma. A torcida dela deu resultado, pois Neymar marcou o primeiro gol do Brasil, que venceu a partida por 2 x 0.

Porém, a emoção e o grito de gol que estava engasgado na garganta veio, mas só no segundo tempo, quando Neymar abriu o placar para os brasileiros aos seis minutos de jogo. A aluna do 9º ano Emanuele Rodrigues, de 14 anos, queria que a seleção ganhasse. “Quero que o Brasil vença. Assistir ao jogo aqui é muito legal”, disse ela, que pintou o rosto com as cores da bandeira nacional.

Para alegria de Fabiola Aparecida, de 14 anos, Neymar fez um gol

A cada lance, uma emoção diferente. Os alunos gritaram, pularam, vibraram muito com o lance do gol. “É agora, Brasil! É agora, Brasil. Goooooool”.“Espero que o Brasil vença”, disse Ian Souza, de 14 anos.

Mas nesta torcida, nem tudo era verde e amarelo. Quando os mexicanos chegaram próximos à área do gol brasileiro, os amigos Eduarda Reis, de 16 anos, Jean de Moraes, 14, e Rodrigo Lima, de 15 anos, que preferiram torcer pela Seleção Mexicana se empolgavam. “Agora México”. “Torcemos sempre para o adversário do Brasil”, dizem eles, que estavam com as cores verde, branca e vermelha pintadas no rosto. Além disso, balançavam bandeiras mexicanas.

Enquanto isso, no Ceim Irmã Dulce, como o jogo foi em horário de almoço, e de descanso dos pequenos, muitos deles adormeceram e outros permaneceram com os olhos vidrados na televisão.

Para a alegria de todos os torcedores, Roberto Firmino ampliou o placar para o Brasil. A empolgação dos alunos ecoava no auditório da instituição de ensino, após o apito final do árbitro. Com a vitória por 2 a 0 contra o México, a Seleção Brasileira garantiu vaga às quartas de final da Copa do Mundo da Rússia.

Os alunos Rodrigo Lima,. Jean de Moraes, e  Eduarda Reis estavam torcendo para o México

Brasil e Bélgica jogam na sexta-feira

Depois de um jogo acirrado entre Bélgica e Japão, o país europeu vai enfrentar a Seleção Brasileira de Futebol, após ganhar de 3 a 2 contra os japoneses. A partida pelas quartas de final acontece na próxima sexta-feira (6), às 15 horas. O Brasil tem uma tarefa difícil pela frente, pois a Bélgica está forte na competição e mostrou isso nos resultados, com vitórias em todos os jogos da Copa do Mundo, até agora.

Neymar Jr comemora o gol contra a seleção mexicana, na Arena Samara – Foto: Fifa/ Getty Images/ Divulgação

A Seleção Canarinho busca ampliar as dificuldades que tem passado nos últimos jogos. Exemplo disso foi a partida contra o México, na manhã desta segunda-feira (2), quando conseguir marcar os dois gols da vitória apenas no segundo tempo, depois de um primeiro período apático.

Nesses primeiros 45 minutos, a Seleção Mexicana partiu para o ataque. Com dificuldades para sair jogando, o Brasil sofreu com os contra-ataques após jogadas de escanteio. Com o passar do tempo a seleção controlou o jogo e criou as melhores oportunidades.

Como se tem visto, os adversários sabem qual o calcanhar de aquiles da seleção e o nome dele é Neymar. Na disputa pelas oitavas ficou visível uma maior marcação em cima do artilheiro, que conseguiu marcar o primeiro gol do time aos 6 minutos do segundo tempo. O segundo ponto ficou a cargo de Firmino, garantindo o 2 a 0 contra o México e a classificação para as quartas.

México

Nesta Copa, o México surpreendeu na estreia ao vencer a Alemanha por 1 a 0. Na sequência, ganhou da Coreia do Sul por 2 a 1. Perdeu a última partida para a Suécia por 3 a 0. O revés fez com que a seleção ficasse em segundo lugar no Grupo F e na rota do Brasil, primeiro colocado do Grupo E. Foram longe, mas não aguentaram a pressão brasileira.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Geral

Adolescente é atropelado em Correia Pinto

Published

on

Um adolescente de 15 anos, foi atropelado por volta das 14h30, desta quarta-feira (27), em Correia Pinto. O acidente aconteceu na Rua Presidente Nereu Ramos, no centro do município. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o menino estava andando de skate na rua quando acabou atingido por um caminhão. O garoto estava consciente e foi socorrido e encaminhado a emergência do hospital da cidade, com suspeita de entorse no tornozelo esquerdo.

Lages

Na noite desta quarta, uma adolescente de 15 anos, também foi atropelada na Rua Jairo Luis Ramos, no Bairro Sagrado Coração de Jesus. Ela foi atropelada por um Fiat Idea, conduzido por um homem de 72 anos. A adolescente foi socorrida pelos bombeiros e levado ao hospital com dores nas costas.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade/responsabilidade do Correio Lageano. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo disponibilizado neste site, parcial ou integralmente, é expressamente proibida sem a permissão prévia por escrito do CL ou do titular dos direitos autorais.