Geral

Projeto pretende tornar constantes as visitas no Morro da Cruz

Published

em

Foto: Adecir Morais/ArquivoCL

Lages foi apontado como a principal atração de turismo religioso em Santa Catarina, na 5ª edição do Boletim de Inteligência de Mercado no Turismo, que trata do mapeamento do turismo religioso no Brasil. O destaque foi para o Morro Grande e o espetáculo da Sexta-Feira da Paixão de Cristo, realizado lá e que reúne, todos os anos, milhares de fiéis para assistir à encenação realizada por mais de 80 atores. A pesquisa foi publicada pelo Ministério do Turismo.

No Morro Grande, a Semana Santa é marcada pelas apresentações de espetáculos teatrais sobre a vida e morte de Cristo, além das manifestações de fiéis que sobem os 500 degraus da escadaria Frei Silvério, até o topo do Morro Grande, sempre com muita fé. Os fiéis sobem a escadaria de pés descalços, de joelhos, para pagar alguma penitência ou agradecer por uma graça alcançada ou até para renovar a fé.

Toda essa atividade é promovida pela Prefeitura de Lages e realizada pelo Movimento do Tabor, com diversos apoiadores, e agora, ganha destaque nacional como um dos maiores eventos religiosos do Sul do país e o maior de Santa Catariana no setor de turismo religioso.

Reconhecendo esses atributos, a Secretaria de Turismo de Lages está elaborando, junto à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), um projeto para que a visitação se torne permanente no local e não somente durante a Semana Santa.

O executivo da pasta, Luis Carlos Pinheiro Filho, explica que o interesse de empresas de turismo em disponibilizar vendas de pacotes para encorajar as visitações ao Morro da Cruz é um grande passo.

“Estimula a elaboração de infraestrutura para recepcionar esses visitantes que viajam para assistir ao Movimento Tabor”, observa. Ele se refere ao incremento, principalmente, no que diz respeito à segurança, local para acomodação, banheiros limpos e lanchonetes, permitindo, assim, visitas em qualquer hora e dia da semana.

Pinheiro salienta que a implantação do projeto ainda não tem data, mas garantiu que a infraestrutura desenvolvida vai atender todo tipo de turistas. “Eles encontrarão mais conforto e segurança”, resume.            

Falta investimento no segmento

Segundo a Assessora de Turismo do Sistema Amures, Ana Vieira, a nossa região, e em especial a cidade de Lages, precisa dar mais atenção a esse tipo de turismo. “Uma área pouco explorada e que é fundamental. O Brasil tem mais de 170 milhões de católicos e Lages mostra a sua força no setor. Precisamos de infraestrutura, mas com a dedicação de muitos conseguimos chegar ao topo do Mapeamento. Acredito que demos um grande passo, mas há muito o que fazer. Agora é trabalhar para que nossa cidade possa virar referência nessa área”.

Para ela, a Serra Catarinense não está no anonimato, porque existe um trabalho contínuo para que Lages seja destino religioso. “O Morro da Cruz não pode se limitar ao evento da Paixão de Cristo tem que expandir, ter outras atividades para ficar em evidência”, explica 

Salto Caveiras vai receber atenção especial

Além do Morro da Cruz, o Salto Caveiras também vai receber atenção especial para o incremento do turismo. A Prefeitura de Lages, técnicos da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures) e Celesc firmaram parceria para implantar melhorias no local onde aconteceu, por anos, a Festa do Lambari. O terreno é de propriedade da Celesc e as instituições querem torná-lo mais atrativo.

Para isso, a ideia é a construção de um Mirante, um restaurante e um estacionamento estão no projeto, ou seja, um parque natural para acolher as pessoas em diferentes estações do ano. 

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com