Notícias

Prefeituráveis discutem os destinos de Lages

Published

em

Foto: Núbia Garcia

Sem o peso e a responsabilidade de um cenário eleitoral, o debate entre Juliano Polese (PP), Marcius Machado (PR) e Moisés Savian (PT), foi marcado por um clima amistoso e aparentemente leve. Quem acompanhou as duas horas de conversa quase pode esquecer que há três anos o trio que compunha a mesa concorreu às eleições municipais em lados opostos.

Durante o debate, Polese, atual vice-prefeito de Lages, estava lado a lado com um de seus adversários diretos na campanha à prefeitura de 2016 (Marcius); e de um dos vereadores (Savian) que votaram a favor do primeiro pedido de impeachment de seu mandato, em 2018. O encontro, que tinha tudo para ser um embate político, ante o histórico dos participantes, foi uma noite amigável e sem alfinetadas.

Os três foram os únicos participantes (no total de oito convidados) do debate promovido pela Rádio Menina, na noite de segunda-feira (15). A iniciativa integra o projeto Lages 2021, tem como foco debater o futuro da cidade e, de acordo com a organização, não foi um evento de cunho eleitoral.

Apesar disso, o evento seguiu todo o rito de um debate oficial: os convidados sentaram-se próximos, o tempo de suas respostas foi cronometrado, com direito à réplica e tréplica, todos ouviram perguntas elaboradas pelo mediador e por empreendedores e, para finalizar, puderam fazer questionamentos entre si.

Polese, Marcius e Savian estavam aparentemente tranquilos e davam respostas firmes para cada questionamento, todos demonstraram preparo e embasamento para responder as perguntas. Polese, que já foi vereador e secretário da Saúde em Lages, na gestão de Renato Nunes de Oliveira, baseou a maioria de suas respostas nos dados da atual gestão do Executivo Municipal.

Marcius, vereador por dois mandatos consecutivos, parecia um pouco mais tenso que os companheiros de mesa e apresentava um tom de campanha, enaltecendo seus feitos e sua equipe no Legislativo Estadual. Savian foi secretário da Agricultura na gestão de Elizeu Matos, atuou no Governo Federal por três anos e, em 2018, por alguns meses, assumiu como vereador suplente. Ao contrário dos dois colegas, ainda não assumiu um cargo eletivo por um mandato completo, mas isso não o intimidou e, assim como os outros convidados, apresentou dados sólidos em suas respostas.

Apesar da ampla divulgação do evento, durante as duas horas de debate, o auditório do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) da Uniplac não ficou nem perto de sua lotação máxima, o que demonstra certo desinteresse da população.

Diversos temas abordados

O debate foi dividido em quatro blocos e a ordem de respostas foi definida por sorteio. No primeiro bloco, cada um dos três participantes pôde fazer uma breve apresentação e abordar um tema de seu interesse. No segundo bloco, o colunista político da Rádio Menina, que é um dos idealizadores do projeto Lages 2021, Álvaro Mondadori (Joinha), fez perguntas para cada um dos candidatos.

Com Savian, ele falou sobre agricultura e participação política da pasta que a representa. Polese foi questionado por Mondadori sobre incentivos fiscais para empresas locais e a vinda de grandes empresas para Lages. Marcius ouviu uma pergunta relacionada à ativação da nova ala do Hospital Tereza Ramos.

O terceiro bloco contou com a participação dos empreendedores, que foram convidados especiais: o presidente da CDL Lages, Marcos Tortelli; o vice-presidente do Conselho Estadual dos Jovens Empreendedores de Santa Catarina, Malek Dabbous; o coordenador da Acil Jovem, Thiago Mazuhy Andrade; e a vice-coordenadora da Acil Jovem, Layla Ehing.

Os empreendedores questionaram sobre empreendedorismo e educação empreendedora; desburocratização para a abertura de novas empresas; fomento ao desenvolvimento tecnológico e à inovação; modelo de gestão política (fazer mais com menos e contratação de comissionados por formação técnica).

O quarto e último bloco foi reservado para que os políticos fizessem perguntas entre si. Por sorteio, Savian fez uma pergunta para Marcius; Marcius para Juliano; e Juliano para Savian. A cada pergunta elaborada, a impressão era de que os participantes estavam fazendo questionamentos que eles mesmos queriam responder.

Savian abordou o desenvolvimento regional e o trabalho para evitar problemas ambientais. O deputado estadual respondeu falando sobre agrotóxicos, a preservação do Aquífero Guarani, a necessidade de estar em harmonia com os animais e a natureza, e os impactos da utilização de materiais de grande durabilidade no meio ambiente, como garrafas pet e pneus.

Na sequência, Marcius fez uma pergunta sobre eficiência energética para Polese. O vice-prefeito falou sobre sua experiência no Smart City Expo Curitiba 2019 e a respeito das novidades ligadas ao tema que conheceu lá, e lembrou que o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres participa de um programa de eficiência energética da Celesc.

A última pergunta foi de Polese, que abordou o tema saúde em seu questionamento a Savian. O suplente de vereador falou sobre a necessidade de valorização do Sistema Único de Saúde (SUS), da importância da alimentação correta e prática de exercícios físicos, e complementou atrelando os cuidados de saúde dos idosos com a importância de se debater a Reforma da Previdência e os impactos que ela pode trazer para a população desta faixa etária.

Soluções para os problemas de Lages

Mostrar problemas atuais enfrentados em Lages e apontar possíveis soluções que possam ser tomadas pela gestão que assumirá o município em 2021, foi o objetivo do debate promovido pela Rádio Menina, na noite de segunda-feira (15). A primeira edição do projeto Lages 2021 reuniu pessoas ligadas à política, e as próximas devem contemplar debates com empresários, acadêmicos e a comunidade.

Ao todo, oito personalidades políticas da cidade foram convidadas para participar deste debate, seis confirmaram, mas apenas três compareceram. Apesar de não se tratar de um evento político, o debate reuniu pessoas cujos nomes circulam nos bastidores como possíveis pré-candidatos à prefeitura nas próximas eleições.

Participaram o atual vice-prefeito e presidente interino do PP em Lages, Juliano Polese; o deputado estadual Marcius Machado (PR); e o suplente de vereador e presidente local do PT, Moisés Savian.

O prefeito Antonio Ceron (PSD), o vereador Lucas Neves (PP) e o suplente de deputado federal e coordenador do PSL na Serra Catarinense, Airton Amaral, inicialmente haviam confirmado presença, mas no dia do evento declinaram. Além deles, a organização também convidou a deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania) e o vereador Jair Junior (PSD). Antecipadamente, ambos avisaram que não participariam, pois já tinham compromissos nesta data nas câmaras Federal e Municipal, respectivamente.

 

clique para comentar

Deixe uma resposta