Geral

Postes continuam na pista da avenida 1º de Maio

Published

em

Pelo menos seis postes ficaram na pista de rolamento da Avenida 1º de Maio Foto: Adecir Morais

As obras de asfaltamento em parte da Avenida 1º de Maio, no Bairro Várzea, em Lages, estão na reta final, restando apenas a conclusão da construção do passeio público (calçadas).

Mesmo assim, uma questão envolvendo o projeto de pavimentação da via está chamando a atenção. Em alguns pontos do trecho que foi asfaltado recentemente, postes de luz ficaram na pista de rolamento.

Os moradores da região estão incomodados com a situação. Eles alegam que, além de causarem uma má impressão, as estruturas podem pôr em risco os motoristas, apesar de estarem bem na lateral da rua.

O secretário Municipal de Obras, João Alberto Duarte, disse que o deslocamento dos postes é de responsabilidade da Celesc.

Ele explicou que o município já encaminhou um ofício à estatal solicitando a execução dos serviços, mas ainda falta a assinatura de um contrato entre as partes para que a obra seja executada.

Explicou que, a partir da assinatura do contrato, a Celesc tem o prazo seis meses para deslocar as estruturas, um prazo considerado muito longo.

Por este motivo, argumentou que está sendo avaliada a possibilidade de o município contratar uma empresa terceirizada para realizar os serviços.

O gerente da Agência Regional da Celesc em Lages, Gladimir Jeremias, informou que a prefeitura protocolou ofício solicitando os serviços.

Detalhou que, imediatamente, a empresa iniciou os trâmites de planejamento e projetos. Como os custos desse tipo de obra são do interessado, no caso, a prefeitura, o passo seguinte é que seja assinado um contrato entre as partes, onde são estabelecidos prazos e demais condições.

Até o momento, a Celesc não foi contratada para a execução dos serviços. “Entendemos a urgência dos serviços, mas só poderemos executar a obra após essa contratação.

Vamos procurar a prefeitura para que se for de interesse deles, assinar o contrato e resolver a questão na maior brevidade”, disse Gladimir.

Segundo ele, a prefeitura, como responsável pela obra, pode contratar a empresa terceirizada. “Se optar pela contratação com a Celesc, mesmo o prazo legal sendo de seis meses, certamente será priorizado e executado em um prazo bem menor [de seis meses]”, finalizou Gladimir.

3 Comentário

3 Comentários

  1. sugar rush demo

    10/01/2024 at 15:37

    sugar rush

  2. Best News

    09/12/2023 at 07:38

    God, you’re incredible! I can’t recall ever reading anything like it. What a relief to discover someone who has fresh ideas about this. Your initiative in launching this is truly appreciated. Someone with some creativity is really required on the web, and this website provides that.

  3. cell phone repair in Vancouver

    28/09/2021 at 17:23

    thank you for your interesting information.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
%d blogueiros gostam disto: