Notícias

Polícias Civil e Militar unificam sistema

Published

em

Sistema unificado vai agilizar trabalho das polícias Civil e Militar - Foto: Susana Küster

As polícias Civil e Militar unificaram o banco de dados e os boletins de ocorrência. Com isso, o trabalho dos policiais ficará mais ágil e prático e o cidadão terá mais praticidade quando precisar dos serviços dessas forças de segurança.

Desde 2012, discute-se o projeto de unificação dos sistemas em Santa Catarina. A princípio, a partir de ontem, foi integrado os sistemas da PM e da PC, mas a ideia é incluir o Corpo de Bombeiros Militar e o Instituto Geral de Perícias. Apesar de o Estado modernizar o acesso a essas informações, no Brasil não há uma unificação.

O que propiciou essa ligação de dados foi um sistema chamado de Integra, que não deixará que se criem registros duplos e permitirá que os agentes de segurança não tenham retrabalho. O cidadão não precisará registrar um boletim na Civil, se a Militar já tiver feito o procedimento.

O comandante-geral da Polícia Militar e atual secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Araújo Gomes, ressalta que, agora, os dados podem ser acessados, visualizados, utilizados e compartilhados por ambas as corporações nas suas atividades de investigação ou planejamento do policiamento.

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, salienta que o novo modelo trará avanço para as investigações policiais. “Tão logo nós tomemos conhecimento do fato delituoso, vem a possibilidade de a Polícia Civil agir dentro da sua missão constitucional, que é a de proceder com a investigação.”

Sobre o sistema

A plataforma Integra foi desenvolvida com o apoio do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc). O presidente da empresa, Sérgio André Maliceski, afirma que a nova plataforma faz parte de um processo contínuo de atualização do Sistema Integrado da Segurança Pública (SISP).

Pontos positivos da mudança

Padronização

O Boletim de Ocorrência integrado agilizará o registro dos atendimentos policiais, reduzindo significativamente os casos de subnotificação de crimes e evitando deslocamentos desnecessários do cidadão à delegacia para simples registro de fato já atendido pela Polícia Militar.

Integração

A integração adotará o conceito de Caso, que corresponderá a um fato ocorrido e unirá todos os eventuais processos que estiverem relacionados com o referido fato (Registro de Ocorrência, Boletim de Ocorrência, Termo Circunstanciado, Inquérito Policial, Laudo Pericial, Mandado de Prisão, Processo Judicial, etc).

Quantificação

Definição de codificação única de fatos comunicados para a Secretaria de Estado da Segurança Pública e consolidação do banco de dados unificado no Sisp, com acesso integral para PM, PC e MP. Será possível qualificar e quantificar as estatísticas.

clique para comentar

Deixe uma resposta