Conecte-se a nós

Notícias

Pedágio aumentou fluxo na SC-425

Published

em

Otacílio Costa, 23/06/2010, Correio Lageano

 


O que era uma rodovia de fluxo calmo, leve e tranquilo, agora passou a ser uma rodovia rápida, de movimento intenso e com perspectivas de trânsito ainda maior. A SC-425 está se transformando num dos principais corredores de ligação com o Alto Vale do Itajaí.


Informações do posto da Polícia Militar Rodoviária na SC-425 são de que o movimento da rodovia que oscilava na faixa de pouco mais de quatro mil veículos por dia, hoje supera os oito mil veículos diários. O sargento Luiz Carlos Machado Godoy, responsável pelo posto, da revela que um dos motivos do incremento foi a implantação do pedágio na BR-116, em Correia Pinto. Somado a isso, a ligação asfáltica da Serra Catarinense com o Meio Oeste, por São José do Cerrito, também contribuiu para o aumento do fluxo.


“A contagem de tráfego indica que 8,3 mil veículos circulam pela rodovia todos os dias”, disse. E a tendência é chegar logo aos dez mil veículos, pois se confirmar empreendimentos como da ZF e as marginais da BR-282, o trânsito terá mais um salto quantitativo. O problema é que a SC-425 não está mais comportando a movimentação intensa e pesada. Caminhões com excesso de peso são comuns, principalmente no trecho que compreende da rótula da BR-282 até Otacílio Costa.


A última grande melhoria na SC-425, foi há mais de cinco anos. Segundo o sargento Godoy, foi realizado o recapeamento total do trecho de 56 quilômetros. Entre Lages e Otacílio Costa, são 31 quilômetros. De Otacílio Costa até a BR-470, são mais 17 quilômetros. Os trechos sob responsabilidade da Polícia Militar Rodoviária. Já o trecho de sete quilômetros no perímetro urbano de Otacílio Costa e Palmeira, são responsabilidade da Polícia Militar.


Até esta quarta-feira, a SC-425 está há 117 dias sem acidente com morte. O recorde sem fatalidade foram 895 dias, quebrado no início deste ano. E para fiscalizar o trecho, são apenas quatro a cinco policiais rodoviários por plantão. Realidade que deve mudar à partir do aumento do fluxo. “Hoje 60% do movimento é de veículos de passeio e 40% de caminhões”, afirma o sargento Godoy.


A fiscalização rotineira e intensa que dão ao posto da Polícia Rodoviária o título de melhor atuação, pode também estar com os dias contados. Seja pelo reduzido efetivo e o aumento de fluxo, quanto pelo deslocamento de guarnição que é realizado diariamente até a SC-427, que passou a ser jurisdição da unidade. Entre Rio Rufino e a BR-282 a responsabilidade é da equipe de Palmeira.

 

Foto: Onéris Lopes

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: