Marketing de Conteúdo

Órion Parque Tecnológico: Primeira empresa a faturar um milhão

Published

em

Em menos de um ano residente no Órion Parque Tecnológico, a empresa lageana Turma da Árvore atingiu o seu primeiro milhão em faturamento. Tornando-se a primeira empresa a alcançar essa cifra em exatamente 11 meses e sete dias faturando R$ 1.008.751.46. A conquista foi dividida com autoridades de Lages no hall do Centro de Inovação do Órion nesta semana.

O presidente da empresa, Alessander Comandolli atribui a marca histórica à harmonia da equipe de mais 50 componentes, entre engenheiros de diferentes setores e profissionais que desenvolvem os projetos. A empresa trabalha com conceito diferenciado desenvolvendo soluções novas para problemas velhos com base no tripé de sustentabilidade:socialmente justa, ecologicamente correta e economicamente viável.

Alessander Comandolli, presidente da Turma da Árvore – Foto: Bega Godóy

“O faturamento saiu principalmente, do projeto de vendas de tecnologia desenvolvida pela Turma da Árvore para plantar árvores em áreas desérticas, por exemplo, no caso da cidade mineira Mariana,  plantio de árvores como Linkedin, venda de soluções sustentáveis da construção civil, serviços de conhecimento resultantes de várias tecnologias, entre outros”, explica Comandolli

A equipe trabalha em diversos projetos que auxiliam a preservação do meio ambiente. Ao todo somam 14 e que muitos ainda vão virar faturamento. A exemplo do carrinho Tuk Tuk Solar que lembra uma carroça, porém mais moderna, utiliza energia solar e comporta até 300 quilos de carga, entre outras vantagens. “Mais barato, não precisa emplacar, não usa cavalo para recolher materiais recicláveis e pode ser adquirido por meio de financiamento junto ao Banco da Família” afirma Comandolli.

Ele adianta que serão três meses de testes e em janeiro começa a produção. A intenção é transformar o catador de lixo em microempreendedor individual até porque a compra do material coletado é garantida pelos dois barracões da Reciclo, localizado no Bairro Caça e Tiro. O carrinho que já tem 52 encomendas permite outras versões. como para venda de sorvetes, entrega de autopeças e de flores e outras adaptações profissionalizando quem atua na área.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dentre os projetos sustentáveis,está a máquina de vidro (transforma vidro em areia), vendas das unidade habitacionais (construídas em série aproveitando o pinus, matéria-prima da região, mobiliada, inclusive contempla eletrodomésticos, é transportável e conta com rede de água e energia elétrica. “Falta resolver questões tributáveis, mas já temos clientes em Portugal”, assegura o empresário.

A equipe deve lançar ainda a bandeja biodegradável, a primeira do mundo. Não usa isopor, alumínio e nem plástico. É feita de polpa de papel e resina vegetal, ou seja, a empresa traz receita para Lages e gera empregos; “Tecnologia lageana sendo exportada para o planeta”, resume. Ainda plantio de árvores “encasuladas, To Bee e Instituto Dorvalino Comandolli (IDC).

29 empresas residentes

O Parque foi inaugurado em 2016 com duas empresas, no ano seguinte já eram seis e em 2018, somavam 26 e atualmente são 29

“Satisfação imensa porque houve superação ao vermos as coisas acontecendo. Ver os esforço das pessoas  dando resultado e sendo exemplo e referência para Santa Catarina  para montar projetos para outro centros de inovação. São empresas lageanas desenvolvendo soluções mostrando que temos potencial e podemos produzir grandes resultados” – Valmir Tortelli

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com