Economia e Negócios

Obras da unidade da Berneck em Lages avançam

Published

em

Quem passa pela parte Sul da BR-116, entre Lages e Capão Alto, consegue visualizar um novo cenário. O que antes era uma fechada floresta de pinus, virou um espaço movimentado, com um intenso vai e vem de homens, caminhões e máquinas, mudando a realidade do local. Aos poucos, as obras da unidade da Berneck avançam, chamando a atenção do motorista que passa pela rodovia.

A construção da fábrica teve início no ano passado. A empresa paranaense tem como previsão iniciar as operações no final do ano que vem. Atualmente, observa-se que estão em cursos as obras de terraplanagem. No total, serão investidos cerca de R$ 1 bilhão na nova unidade, com geração de 600 empregos diretos e 1.500 indiretos.

A reportagem fez contato com representantes da empresa, mas não obteve informações acerca do cronograma das obras, nem sobre o número de operários que estão atuando no local. O que se vê no canteiro de obras, entretanto, é uma movimentação intensa, o que dá a entender que os serviços seguem em ritmo acelerado. 

O Secretário de Desenvolvimento Econômico de Lages, Mário Hoeller de Souza (Marião), destaca que um grande número de operários está atuando no canteiro de obras. Ele estima que, somente durante as obras de construção da unidade, sejam gerados cerca de mil empregos.

>>PRODUÇÃO_ A capacidade de produção da unidade em Lages será de 500.000m³/ano de MDF, que resulta em um crescimento de mais de 25% na capacidade produtiva, assim que entrar em funcionamento. Na madeira serrada de pinus, a capacidade de produção de 460.000m³/ano, aumenta em mais de 70%.

Além do MDF e da unidade de serrados, a unidade terá uma planta para cogeração de energia com capacidade de 29MW que, juntando às outras duas unidades – Araucária 11MW e Curitibanos 14MW – totaliza 54 MW, chegando próximo à autossuficiência.

 

Trevo de acesso e mão-de-obra qualificada

Paralelamente às obras da unidade da Berneck, estão em curso as discussões acerca da construção do trevo de acesso à empresa. As tratativas para viabilizar o acesso estão sendo realizadas entre a empresa, a Autopista Planalto Sul – concessionária da rodovia BR-116; e a Prefeitura de Lages.

Marião enfatiza a necessidade de construção do acesso, uma obra que, segundo ele, é necessária para o início das operações da empresa. Segundo ele, um grande fluxo de caminhões irá circular para atender a empresa. “Serão cerca de 300 caminhões entrando e saindo do local diariamente”, ressalta o secretário.

A questão da mão-de obra é outro assunto que merece destaque quando o assunto é a Berneck. Conforme Marião, a empresa vai precisar contratar cerca de 650 profissionais técnicos da mais diversas áreas. A ideia da empresa é preencher todas estas vagas com profissionais de Lages, caso contrário, a empresa deverá buscar fora da cidade.

Contudo, para Marião, falta interesse por cursos de qualificação em Lages. Desse modo, ele já prevê que a empresa terá dificuldades para encontrar profissionais qualificados na cidade. “Temos diversos cursos técnicos, alguns de graça, mas as pessoas não estão se preocupando em buscar qualificação”, finaliza.

 

Foto: Obras da Berneck_Adecir Morais (6).JPG

 

Legenda:

 

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com