Conecte-se a nós

Notícias

Motorista é flagrado a 177 km/h na Avenida Santa Catarina

Published

em

Motorista foi flagrado dirigindo em mais de 170 km por hora - Foto: Bega Godóy

Em oito dias de fiscalização por radar portátil, 117 motoristas foram flagrados andando acima da velocidade permitida nas principais avenidas de Lages. Uma média de 0,1% da frota da cidade, que é de 110 mil veículos.

Ou seja, a cada mil motoristas, um infringiu o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Um deles passou pela Avenida Santa Catarina a 177 km/h, nessa velocidade o motorista andou 49 metros por segundo. 

Segundo o diretor da Diretran, Rogério Juary Gonçalves de Almeida, a Belisário Ramos é a avenida na qual os motoristas mais abusam da velocidade, assim como nos acessos da cidade. Na quarta-feira, por exemplo, agentes registraram um veículo trafegando há 118 km/h na Avenida Dom Pedro II.

Embora haja registros de abusos, o secretário da Secretaria de Planejamento e Obras, Claiton Bortoluzzi, considera 117 infrações um número pouco significativo se comparado com a frota que Lages possui.

“A intenção não é arrecadar. É conscientizar os motoristas e evitar acidentes nas avenidas com maior fluxo de veículos e pedestres”, explica ao assegurar que nesse período reduziu o número de acidentes.

Também antecipou que os motoristas foram alertados sobre a fiscalização que começou dia três de dezembro, e sobre a instalação de placas indicativas. Mas a partir de agora não haverá aviso, a medida segue até o fim deste ano. “Essa primeira semana deu para os motoristas se acostumarem com a velocidade máxima permitida em cada avenida”, garante.

A fiscalização de segunda-feira à sexta-feira em duas avenidas por dia está mantida. E se houver necessidade, aos sábados também terá ação. Claiton explica que só será multado quem andar acima da velocidade máxima permitida, observando-se o limite de 20% de tolerância da via.

Explica, ainda, que as vias que estão na programação têm limite de velocidade máxima de 60 km por hora. Cita a Avenida Dom Pedro II, que só gerará multa se o motorista passar de 72 km por hora.

A exceção é a Avenida Luis de Camões com limite de 50 km por hora. O aparelho de aferição foi alugado pela prefeitura por 12 meses. Assim as fiscalizações terão continuidade em 2019, mas a dinâmica pode ser alterada após balanço da Diretran.

“Pode mudar a intensidade, depende do que for levantado neste mês”, explica o secretário. A fiscalização por radar portátil é executada pelos agentes de trânsito da Diretoria de Trânsito (Diretran) e pela Polícia Militar.

Vias monitoradas pelos radares

1º de Maio, Antônio Ribeiro dos Santos, Belisário Ramos, Dom Pedro II, João Pedro Arruda, Juscelino Kubitschek (acesso norte), Luiz de Camões, Marechal Floriano e Santa Catarina (acesso Sul).

Anúncio
1 Comentário

1 Comentário

  1. José Daniel Guerreiro

    16/12/2018 at 16:52

    Uma estatística muito bacana de levantar é quantos destes serão mesmo penalizados e quantos são filhos de juízes, policiais ou políticos e por isso estão isentos de cumprirem leis.

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: