Notícias

Militares do Águia 4 treinam para diferentes situações

Published

em

Foto: Bega Godóy

Os 13 militares da 5ª Cia de Aviação da Polícia Militar fizeram treinamento geral na terça-feira (9). Esse treino específico acontece a cada seis meses, pois consiste em diferentes manobras usadas quando a aeronave está em operação, em embarque e desembarque à baixa altura. São táticas de resgate, caso do rapel, usada recentemente quando o Águia 4 foi acionado para resgatar um homem que caiu na Serra do Rio do Rastro tentando pegar seu chapéu; e em outra ocasião, em 2017, quando a guarnição resgatou uma menina de seis anos do mesmo local. 

Outra manobra da série é o tiro embarcado realizado num descampado na região rural de Lages. O processo funciona assim: manequins são colocados no chão com balões, a aeronave passa e os tripulantes atiram. Essa manobra é usada em combate à ações de assaltos a banco, por exemplo. 

O combate a incêndio florestal também integra a programação do treinamento semestral. Nessa são empregados um tipo de balde (em inglês helibucket) com capacidade de 540 litro de água. 

Os militares também se preparam para fazer resgate aquático: utilizando a tática de sling (alça) e pulsar.

O tenente Jacques explica que o treinamento aperfeiçoa as táticas. “Qualquer erro pode comprometer a segurança da tripulação e da vítima”, observa.

Ele também salienta que há outros treinamentos e com mais frequência, a cada 15 dias. “A guarnição de serviço escolhe a manobra e executa”, salienta ao destacar que além do treinamento prático existem os desenvolvidos e contemplam instrução técnicas e operacional. A configuração de uma aeronave é composta por dois pilotos e dois tripulantes.  A base da 5ª Cia fica na antiga ADR.

 

clique para comentar

Deixe uma resposta