Notícias

Madrinha e afilhado se conectam

Published

em

Evandro com sua família - Foto: arquivo pessoal

Era sábado de manhã, antes das 9 horas, quando recebi uma mensagem no meu perfil do Facebook. Era Paulo da Paixão, um leitor do Correio Lageano contando ser sobrinho de Carminha a madrinha que Evandro de Almeida procurava. Paulo passou-me o contato de whatsapp dela e eu repassei a Evandro, e fiquei na expectativa quanto ao desenrolar dessa história.

Na segunda-feira (15), também pela manhã, muito emocionado, Evandro me agradeceu. Finalmente, sua procura de anos havia chegado ao fim. “Gostaria de agradecer imensamente pelo esforço e vontade de me ajudar a encontrar minha madrinha. Graças a Deus, eu estou recuperando uma página que faltava em minha vida, uma parte de minha história que faltava e que, graças a vocês, hoje consegui. Tive uma infância muito sofrida e uma das poucas lembranças boas que tive foi com minha madrinha. Por isso, era muito importante reencontrá-la. Espero ir logo até ela e dar um abraço que espero há muito tempo”.

Carmen, na verdade, é Maria do Carmo Borges, tem 65 anos e mora no município de Palmeira, na Serra Catarinense. Com os sentimentos à flor da pele, ela comenta que deixou o afilhado muito pequeno em Curitiba e tinha vontade de adotar o garoto. Evandro morou cerca de um ano com Carmen. As visitas que fizeram a Lages, lembrança forte na memória de Evandro, foram feitas nos Bairros Ferrovia e Bom Jesus, por isso, ele tinha como referência a linha férrea e um morro.

Carmen é madrinha de batismo de Evandro. Ela era vizinha da mãe dele e, por isso, a escolhida para batizá-lo. Depois da separação dos pais, Evandro, seus três irmãos e a mãe moraram com a madrinha, em Curitiba, por algum tempo. A vida levou cada um para um lado, e ela mudou-se para Santa Catarina.

Mas a história deles não terminou por ali. Depois da publicação da matéria sobre a procura de Evandro no CL do fim de semana, os dois entraram em contato, se conectaram via WhatsApp e agora combinam o reencontro.          

clique para comentar

Deixe uma resposta