Notícias

Justiça determina diligências no caso do triplo homicídio

Published

em

homicidio triplo aconteceu no sábado
Foto: Leo Munhoz/Divulgação

A Justiça recebeu nesta quinta-feira (15) denúncia contra o comerciante acusado de matar uma família em Alfredo Wagner, na Grande Florianópolis, em ocorrência registrada na última sexta (9).

Agora réu no processo, ele responde pelos homicídios de três vítimas: um homem, uma mulher e o filho do casal, de apenas oito anos. Segundo a denúncia do Ministério Público (MP), as mortes foram provocadas com golpes de instrumento contundente ou corto-contundente na região da cabeça das vítimas.

A peça aponta que os delitos foram cometidos por motivo fútil, visto que o denunciado era conhecido das vítimas e tinha desavenças com o casal em decorrência de uma dívida. A acusação também atribui as qualificadoras de meio cruel e recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa das vítimas.

O MP acrescenta, ainda, que por duas vezes o acusado agiu de forma a assegurar a impunidade de outros crimes, além de que uma vítima tinha menos de 14 anos e outra, mais de 60 anos de idade. Por fim, a promotoria requer o andamento do feito e o julgamento do acusado perante o Tribunal do Júri.

O processo tramita na comarca de Bom Retiro. O juiz Edison Alvanir Anjos de Oliveira Júnior, responsável pelo recebimento da denúncia, também determinou o prazo de 15 dias para que a autoridade policial cumpra uma série de diligências complementares a pedido do Ministério Público.

Entre outras medidas, deverão ser realizadas perícias em um celular e em objetos apreendidos, além de ser promovida a reprodução simulada dos fatos. A mesma decisão determina a quebra do sigilo de dados telefônicos e telemáticos, em período específico, dos celulares usados pelo réu e pelo casal de vítimas (Autos n. 0000555-83.2019.8.24.0009).

clique para comentar

Deixe uma resposta