Geral

Jovens têm menos de uma semana para se preparar para o Enem

Published

em

Ana faz cursinho de Física e simulados - Fotos: Camila Paes

Faltam poucos dias para que mais de 5 milhões de pessoas façam a primeira parte da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além da preparação em casa, escolas fazem revisões e incentivam que os alunos estudem para o teste. Com a nota obtida, o jovem tem a oportunidade de ingressar em universidades públicas e privadas.

No colégio Objetivo, em Lages, a preparação é intensa e começa cedo. Muitos dos alunos estão inscritos em vestibulares, mas vêem o Enem como uma oportunidade a mais para entrar no ensino superior. Ana Beatriz Amarante, 17 anos, quer cursar Engenharia Mecânica.

Para isso é fazendo simulados que se prepara para a prova e também um curso preparatório de Física para ajudar na disciplina. A colega Cecília Vargas Gonçalves, 17, estuda para ser Engenheira Espacial.

A Universidade Federal de Santa Catarina e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) são o foco da estudante, mas o Enem serve como uma forma de segurança para escolher outras opções, se necessário.

O jovem Gabriel Rosa Padilha, 16, deseja ingressar no curso de Jornalismo e as opções são as universidades federais de Santa Catarina ou Rio Grande do Sul. A UFSC soma a nota do Enem como 30% na nota geral no vestibular e para isso, é tão importante que se saia bem no Exame, e algumas universidades do RS usam a nota da prova para conseguir as vagas.

As dicas dos estudantes são a realização de simulados, que ajudam a praticar sobre como é trabalhada a prova. Participar de revisões também é importante para refrescar os conteúdos trabalhados durante o ensino médio.

Se manter atualizado, lendo notícias e acompanhando os últimos acontecidos, ajuda a estar preparado para a realização de uma boa redação. A prática também pode ajudar os resultados no dia da prova.

Para os estudantes do colégio Objetivo, a mudança dos dias de realização da prova, que antes era feita em um só fim de semana e agora é em dois domingos seguidos, foi positiva, pois assim, há mais tempo para se concentrar nos assuntos da prova e relaxar entre uma e outra.

Tecnologia facilita nos estudos

As colegas Kayla Cristine Moura, 17 e Letícia Kauling Martini, 18 do Centro Educacional Vidal Ramos Júnior, querem entrar no curso de Medicina Veterinária, no Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV/Udesc). O Enem, além do vestibular específico da universidade, é uma porta de entrada direta para o curso, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Letícia estuda de duas a três horas por dia, além de fazer cursinho preparatório. As vídeoaulas disponibilizadas no Youtube auxiliam na preparação, já que sentem alguns dos conteúdos que caem na prova, não são trabalhadas na escola pública. Kayla concilia os estudos, no período da noite, com o trabalho no período da tarde. As vídeoaulas também auxiliam Kayla a estar atualizada no que acontece no País, para a redação.

Como não há aulas específicas de redação na escola, as meninas precisam se preparar em casa para a produção do texto, que é crucial para nota final do Exame. As meninas também ressaltam que fazer simulados e revisões ajudam a se sentirem prontas e seguras.

A edição de 2018 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 tem o menor número de inscritos confirmados desde 2011. Segundo o Ministério da Educação (MEC), 5.513.662 participantes estão aptos para fazer as provas de 4 e 11 de novembro.

Em 2011, o exame teve 5.380.857 inscritos. Ao todo, o Enem recebeu 6.774.891 de inscrições, mas no final o número de confirmados foi menor, porque alguns inscritos não efetuaram o pagamento da taxa, de R$ 82.  

Letícia e Kayla intensificaram os estudos em casa para se preparar para a prova

Dicas de se preparar para a prova (diagramar em tópicos)

Fonte: Guia do Estudante

  • A revisão é parte muito importante da etapa final de estudos e deve ser o seu foco principal nas últimas semanas. É importante valorizar a objetividade, analisando quais conteúdos mais caem na prova e quais matérias e assuntos você deve priorizar na hora de rever tudo de novo.
  • Além disso, a etapa final de estudos também é importante para que o candidato analise outras capacidades que não estão relacionadas a “decoreba” de conteúdo, como a leitura e a interpretação correta das informações. Por isso, leia muito e treine suas habilidades de interpretação de texto, especialmente com revistas e jornais.
  • Se você ainda não pegou nenhuma prova do Enem para tentar resolver inteira, não perca mais tempo: essa é a hora. Mas, por que treinar com a prova inteira em vez de simplesmente resolver questões aleatórias do Enem? A razão é simples: refazer as provas pode ajudar a acostumar com o estilo do exame, o tipo de questões que costuma ser cobrado e, também, a mapear os assuntos que caem mais em cada disciplina.
  • Na hora de revisar, também é preciso dar atenção especial à redação, que no Enem conta como uma prova separada. Para treiná-las, também só há uma saída: fazer o máximo de dissertações possível até a prova.

Como a nota do Enem é utilizada pelas instituições

Desde que foi criado pelo MEC em 1998 para avaliar o desempenho dos estudantes ao final do Ensino Médio, o Enem é usado como alternativa ou complemento dos vestibulares por muitas universidades brasileiras. A partir das alterações implementadas em 2009, passou a substituir o vestibular das universidades federais e de outras instituições de ensino públicas e particulares, além de escolas de ensino técnico.

Para isso, foi instituído o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que funciona com as notas do Enem. Em 2016, 1.566 instituições fizeram do exame um instrumento de seleção de candidatos, o que torna o exame a principal porta de entrada para o Ensino Superior no país. A vocação do Enem é, com o tempo, ser utilizado como processo seletivo por todas as instituições federais de Ensino Superior.

Além disso, com a nota do Enem é possível obter uma preciosa ajuda financeira para pagar os estudos em uma instituição privada, seja para conseguir uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni) ou receber um empréstimo por meio do Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior (Fies)

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com