Geral

Instituto Dorvalino Comandolli inaugura sua sede própria

Published

em

Cerimônia marca a inauguração das novas instalações do IDC - Foto: Adecir Morais

O Instituto Dorvalino Comandolli (IDC), uma entidade assistencial que presta atendimentos a pessoas carentes de Lages e região, inaugurou suas novas instalações. Anteriormente, os atendimentos aconteciam na Bairro Sagrado Coração de Jesus, atrás do prédio da Receita Federal.

Agora, está instalado na Rua Cirilo Vieira Ramos, no Bairro Bom Jesus. Ontem, uma cerimônia que contou com a presença de lideranças políticas e comunitárias, além de parceiros do instituto, marcou a retomada das atividades da unidade.

Na ocasião, foi anunciada, dentre outras novidades, a abertura da creche do instituto. O espaço vai atender a até 30 crianças, filhos de catadores de material reciclável, de Lages, que são atendidos pelo instituto. O número de cursos oferecidos pela entidade também foi ampliado.

“O IDC tem por objetivo atender a pessoa em vulnerabilidade social, oferecendo alimentação, cursos profissionalizantes, aulas de informática e de reforço escolar, dentre outros trabalhos sociais. Realizamos cerca de 3 mil atendimentos por mês, acolhendo pessoas de 14 municípios da região”, destacou Alessander Comandolli, presidente do IDC. Ele frisou que cerca de 60 voluntários atuam na entidade.

Mais unidades de Tuk-Tuk

Durante a cerimônia, Alessander também comentou sobre o “Tuk-Tuk Solar”, um carro elétrico movido a baterias totalmente recarregáveis. O equipamento substitui a carroça que recolhe lixos recicláveis em Lages. Ele foi desenvolvido pela Turma da Árvore, empresa mantenedora do IDC. Alessander disse que, nos próximos dias, serão entregues 10 unidades.

A invenção tem capacidade de transportar 300 quilos de lixo por viagem, e não precisa ser reabastecida após rodar a cidade o dia todo. Na ausência da luz solar, o equipamento ainda consegue percorrer 30 quilômetros.

“O principal objetivo é tirar os carros de tração animal das ruas e fazer aumentar a renda dos catadores”, declarou Anildo Silva, diretor da cooperativa que vai receber os materiais do “tuk-tuk”.

Proteção ao meio ambiente

A transformação de vidro em areia é outro projeto da Turma da Árvore anunciado ontem. O vidro que é descartado pelos moradores é transformado em areia, que pode ser usado pela construção civil em quadras de esporte.

O processo é realizado em uma máquina capaz de triturar o material. “Temos mais de 40 soluções inovadoras, nosso objetivo é tornar o planeta melhor”, concluiu Alessander.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com