Geral

Igrejas se organizam para atividades com público

Published

em

Igrejas católicas retomarão as celebrações somente a partir de 4 de maio Foto: Marcela Ramos / Arquivo/CL

Após autorização do Governo do Estado, as igrejas e templos religiosos se organizam para reabrir ao público. Estes locais permaneceram fechados por mais de um mês por causa da quarentena pela Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

Para voltarem a funcionar, no entanto, eles precisam cumprir uma série de normas de prevenção. A liberação das atividades religiosas foi feita na última segunda-feira (20) pelo governador Carlos Moisés, via Decreto Nº 254.

Para voltarem a funcionar, as igrejas e templos precisam operar com, no máximo, 30% de sua capacidade, e os fiéis devem seguir regras de ocupação do espaço físico.

Além disso, todas as pessoas devem usar máscara, e os estabelecimentos devem disponibilizar álcool em gel para o público.

Em Lages, líderes religiosos se movimentam para o reinício das atividades. A Igreja Evangélica Quadrangular, segundo o pastor Marcelo Soares, representante regional da entidade, está orientando seus membros sobre as regras da portaria que precisam ser cumpridas.

Ele afirmou que instituição vai seguir rigorosamente todas as recomendações e regras de prevenção contra o coronavírus.

“Temos um grupo de colaboradores que trabalha de maneira voluntária. São eles que vão ajudar a organizar a igreja para receber as pessoas”, declarou Marcelo.

Segundo ele, como a portaria do governo limita a quantidade de pessoas dentro da igreja, “vamos aumentar a quantidade de cultos durante o dia para que todos os membros tenham oportunidade de participar das atividades”. Em toda a região, a Igreja Evangélica Quadrangular possui cerca de 5 mil fiéis.

O pastor Oclair Santos, da Igreja Deus é Amor, declarou que a entidade ainda está estudando a portaria do governo para definir como vai funcionar.

O que ele deixou claro, no entanto, é que as igrejas da rede vão atender a todas as regras de prevenção do coronavírus durante suas atividades religiosas com a presença do público.

O bispo de Lages, Dom Guilherme Werlang, informou que apesar da autorização do Governo do Estado, os fiéis católicos de Lages permanecerão por mais algum tempo sem frequentar missas e reuniões, ao menos até o dia 3 de maio, quando nova avaliação será feita. 

Em videoconferência do Gabinete Emergencial de Acompanhamento e Prevenção ao Coronavírus, na manhã de terça, dia seguinte ao anúncio do governador, o bispo de Lages já havia antecipado a preocupação, principalmente pelo fato de boa parte dos fiéis e padres, inclusive ele, terem mais de 60 anos de idade e estarem no grupo de risco.

Confira algumas regras para as igrejas e templos religiosos

– A lotação máxima autorizada será de 30% da capacidade da igreja ou do templo

– Os lugares de assento deverão ser disponibilizados de forma alternada entre as fileiras de bancos, devendo estar bloqueados de forma física aqueles que não puderem ser ocupados

– Deve ser assegurado que todas as pessoas que entrem nos locais estejam usando máscara e higienizem as mãos com álcool gel 70%

– O atendimento aos integrantes dos grupos de risco como idosos (acima de 60 anos), hipertensos, diabéticos e gestantes deverá ser realizado exclusivamente em domicílio

– Os atendimentos individuais deverão ser agendados

– Os locais devem disponibilizar álcool gel para uso das pessoas

– Todos os fiéis e colaboradores deverão usar máscaras de tecido durante todo o período em que estiverem no interior do templo religioso ou da igreja

– Nos cultos em que houver a celebração de ceia, com partilha de pão e vinho, ou celebração de comunhão, os elementos somente poderão ser partilhados se estiverem pré-embalados para uso pessoal

– O responsável pelo templo deve orientar aos frequentadores que não poderão participar dos cultos, missas e liturgias caso apresentem sintomas de resfriados ou gripe

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com