Conecte-se a nós

Notícias

Governo autoriza início do processo licitatório para obras preventivas na Serra do Rio do Rastro

Published

em

Foto: James Tavares/Secom/Divulgação

O governador Carlos Moisés entregou na segunda-feira (11), o termo de referência para as obras preventivas na rodovia SC-390, que faz a ligação entre Orleans, Lauro Müller e Bom Jardim da Serra, passando pela na Serra do Rio do Rastro.

Elaborado pela Defesa Civil, o documento permite que o Governo de Santa Catarina dê início à licitação para a escolha da empresa que executará o serviço. A entrega foi realizada no posto da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) do Distrito de Guatá, em Lauro Müller.

De acordo com Moisés, resolver a situação da Serra do Rio do Rastro está entre as prioridades do Governo do Estado desde janeiro. Em fevereiro, o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) já havia feito obras emergenciais para garantir condições seguras de tráfego na rodovia, logo após uma interdição determinada pela Defesa Civil.

“Precisamos olhar para frente e tratar a Serra com o carinho de que ela precisa. O potencial de toda essa região para o turismo é infindável. Queremos que as pessoas visitem, tenham ótimas experiências e saiam com o desejo de voltar para cá”, afirmou o governador.

Os prefeitos de Orleans, Jorge Koch, de Bom Jardim da Serra, Serginho Rodrigues de Oliveira, o vice-prefeito de Lauro Müller, Pedro Barp, os secretários de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, de Infraestrutura, Carlos Hassler, e da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Junior, estavam entre as autoridades que acompanharam o ato. A deputada federal Carmen Zanotto e o deputado estadual Volnei Webber também estiveram presentes.

Investimento de R$ 19 milhões

O Ministério do Desenvolvimento Regional (antigo Ministério da Integração Nacional) aprovou um investimento de R$ 19 milhões para as obras. A licitação ficará sob responsabilidade da Secretaria de Estado da Infraestrutura.

O termo de referência, que servirá como base para o edital, foi elaborado pela Defesa Civil, e descreve ao longo de 542 páginas os trabalhos de engenharia que precisam ser feitos na rodovia. Serão 25 pontos de intervenção. Dois deles na localidade de Pindotiba, em Orleans, e os outros em Lauro Müller, na Serra do Rio do Rastro

“A gestão dos riscos relacionados a deslizamentos e rolamento de rochas na rodovia é uma necessidade antiga, que com o estudo minucioso e a busca de financiamento para as intervenções necessárias, por parte da Defesa Civil Estadual, começa agora se concretizar”, afirma o secretário da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior.

Desde fevereiro de 2018, foram registradas 12 ocorrências, entre queda e rolamento de blocos rochosos, de árvores, rebaixamento da pista de rolamento e enxurradas. As intervenções para prevenir novas ocorrências e garantir a segurança consistem em ações como a instalação de telas metálicas de alta resistência e estruturas de concreto para conter as rochas em pontos estratégicos, supressão de árvores e limpeza de canaletas e bueiros para melhorar o escoamento da água da chuva. Os trabalhos levam em conta a preservação da paisagem da Serra.

A próxima etapa antes do início das obras é a licitação para a escolha da empresa que executará o serviço. O processo será conduzido pela Secretaria de Estado de Infraestrutura. “Com união, integração e trabalho sério, conseguimos fazer a coisa acontecer. A partir de agora, vamos trabalhar na licitação para a obra sair do papel”, concluiu o secretário de Infraestrutura, Carlos Hassler.

Fonte: Governo do Estado

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: