Coronavírus

Foco é atender as normas, promoções serão definidas futuramente 

Published

em

Na loja em que Márcio é gerente, todos os funcionários trabalham usando máscara Foto: Núbia Garcia

A reabertura do comércio em Santa Catarina, fechado desde 18 de março, como parte da estratégia do governo estadual para conter o avanço do novo coronavírus, acontece em meio a uma série de incertezas, restrições e normas a serem meticulosamente seguidas.

Enquanto tentam se recuperar dos prejuízos provocados pelas semanas de portas fechadas, comerciantes e comerciários precisam se adaptar às novas determinações.

Dentre as regulamentações feitas pelo Governo do Estado, estão a obrigatoriedade do uso de máscaras pelos funcionários; evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados; liberação para home office (quando possível) dos funcionários que pertencem ao grupo de risco; instalação de porta álcool em gel próximo a elevadores, balcões e saídas, etc.. O descumprimento pode gerar multas e resultar no fechamento do estabelecimento.

Embora a movimentação de pessoas pelo Centro de Lages seja grande desde o início da semana, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) afirma que a retomada pelas compras ainda não aconteceu e que a procura dos clientes tem sido mais para fazer pagamentos.

Na loja de variedades em que o gerente Márcio Padilha trabalha, o movimento de clientes ainda é considerado pequeno, em comparação com os dias antes do fechamento do comércio.

“Como a gente não tem movimento grande ainda, nem precisei colocar as faixas no chão pra delimitar a distância entre clientes no caixa, mas vou providenciar, porque tem que estar preparado. O álcool em gel já estamos oferecendo e já providenciamos luvas e máscaras para os funcionários”, comenta.

Márcio conta que em sua loja tem procurado seguir todas as recomendações necessárias para retomar as vendas assegurando a saúde dos funcionários.

Por isso, duas vendedoras que estão grávidas foram autorizadas a permanecer em casa, o que faz com que a loja atenda ao público com metade dos funcionários.

Os funcionários que estão trabalhando, são orientados a usar máscaras e lavar as mãos ou higienizá-las com álcool em gel com frequência.

A repositora Valéria Cristina Osório trabalha em outra loja de variedades do Centro de Lages e, por lá, o movimento ainda não voltou ao normal também.

Ela conta que os clientes que chegam ao estabelecimento parecem estar bem informados. “Já chegam aqui pedindo álcool em gel, por isso a gente colocou um bem a vista de todos”, diz.

No estabelecimento, os funcionários que tinham direito estão de férias, por isso a loja também está funcionando com um número reduzido de funcionários. “Mas quem ficou, tá usando luvas e máscaras o tempo todo”, garante.

CDL orienta lojistas

Para auxiliar aos comerciantes nesta retomada das atividades, a CDL Lages tem agido em duas frentes: a primeira visa a oferecer orientações sobre as regras e cuidados necessários para reabertura; a segunda trata da intensificação da campanha pela valorização do comércio local, especialmente o dos bairros.

“A prioridade, neste momento, é a orientação sobre os cuidados com funcionários e clientes, sobre evitar aglomeração, sobre como seguir todas as normas. Até porque, se der algum problema na loja, daqui a pouco fecha de novo. O outro ponto inicial é valorizar ainda mais as empresas locais.

Elas geram empregos e fortalecem a economia da cidade”, explica o diretor executivo da CDL, Jhonathan Roberto da Silva.

Segundo ele, estratégias para efetivar promoções que tenham como objetivo reaver os prejuízos provocados por quase um mês de portas fechadas, serão definidas futuramente.

 

SERVIÇO

CAMPANHA COMÉRCIO SEGURO

Orientações aos comerciantes

– Obrigatório a todos os colaboradores o uso de máscara (podendo ser de tecido de algodão, TNT ou descartável), durante todo o seu turno de serviço, independentemente de estarem ou não em contato direto com o público;

– O número de clientes dentro do estabelecimento não pode ultrapassar a 50% de sua capacidade;

– O atendimento deve ser realizado de forma individual;

– Clientes e colaboradores devem manter 1,5 metro de distância (evite o contato próximo e mantenha os ambientes ventilados);

– Lave corretamente as mãos e, sempre que possível, higienize-as com álcool em gel 70%;

– Não compartilhe objetos como celular e caneta;

– Mantenha todos os setores da empresa higienizados, como superfícies de mesas, maçanetas, teclados de computador, máquinas de cartão de crédito e outros, usando com álcool em gel 70%.

Fonte: CDL Lages

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com