Conecte-se a nós

Esportes

Fifa garante que ameaça terrorista era ‘blefe’

Published

em

Johanesburgo, 26 de maio (EFE)

O suposto complô entre a Al Qaeda e um fundamentalista saudita para realizar um atentado terrorista no Mundial da África do Sul era "um blefe", informou nesta quarta-feira o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, na Cidade do Cabo.
 

Segundo Valcke, uma investigação realizada pela Interpol e por outras agências internacionais de Polícia demonstra que o alerta era falso.
"Recebi ontem o relatório que dizia que era só um blefe e que não havia nada concreto nesta ameaça", afirmou o secretário-geral da Fifa, citado pela agência local "Sapa".
 

Ele também disse que o comunicado da Al Qaeda não fez mais do que confirmar o trabalho realizado pela Fifa e pelo Comitê Organizador do Mundial há meses, que comprovaram todas as ameaças realizadas e não detectaram nenhuma séria.
"Desmentimos todas estas informações taxativamente", assegurou a Al Qaeda nesta terça-feira, no Iraque. "Ninguém pensava que a imaginação destes (do Governo iraquiano) e suas ambições se estendessem a Johannesburgo e ao Mundial da África do Sul", acrescentaram.
 

Segundo Valcke, as ameaças vêm de gente que quer "ser notada, já que o mundo estará assistindo a África do Sul durante os próximos 40 dias".
Para o dirigente, quando se pratica esporte, o mundo para e os conflitos cessam. "É isso o que acontece. Na maior parte do tempo, durante o Mundial, não há conflito, ou há em menor quantidade, porque as pessoas estão vendo televisão", declarou.
 

"Muita gente está assistindo, inclusive soldados. É o lugar errado para ameaças. É o lugar errado para preparar um ataque", finalizou.
 

Foto: Agência EFE

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: