Coronavírus

Estado intensifica fiscalização de medidas de isolamento social

Published

em

Foto: Doia Cercal / Secom / Divulgação

O governador Carlos Moisés e a cúpula da Segurança Pública catarinense apresentaram dados sobre o trabalho de fiscalização das medidas de isolamento social. Segundo as autoridades, o trabalho foi intensificado na última semana e tem gerado bons resultados.

“Nós apostamos em um pacto social, para que as pessoas reduzam os seus deslocamentos nesse momento pensando no bem da coletividade. Contamos com a colaboração de todos os catarinenses, o que tem acontecido. Ao mesmo tempo, o Estado não pode fechar os olhos para quem infringe as normas”, afirmou o governador.

Segundo o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes, das 8,7 mil fiscalizações realizadas na última semana pela corporação, apenas 205 necessitaram algum tipo de intervenção. Destas, 204 foram resolvidas com orientação ou autuação e em apenas um caso foi necessária a interdição.

“Isso aponta que o grau de aderência às normas está muito alto. Nós entendemos que a população tem colaborado e isso é positivo para a saúde pública”, afirmou Araújo Gomes.

Sobre o monitoramento do isolamento social, o coronel informou que ficou em 55,6% no último domingo, e que a média tem ficado em aproximadamente 45% durante os dias da semana.

O presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, delegado-geral Paulo Koerich, informou que a Polícia Civil também já realizou mais de 3 mil atividades de fiscalização e lembrou do fechamento de fábricas que estavam produzindo álcool em gel adulterado.

“Estamos atuando especialmente na proteção do cidadão. Trabalhamos muito em parceria com a população, que tem feito denúncias, que estão sendo todas investigadas”, relatou Koerich.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Charles Vieira, destacou que a instituição também está atuando na fiscalização das medidas de isolamento social, com foco na prevenção.

“Esse trabalho preventivo sempre foi realizado pelo Corpo de Bombeiros. Com a pandemia, agora estamos atuando em benefício da saúde pública”, disse Vieira.

O diretor-geral do Instituto Geral de Perícias (IGP), Giovani Adriano, por sua vez destacou que o trabalho em colegiado tem ajudado na realização de trabalho integrado, com ganhos diretos à população.

“Antes cada organização atuava de maneira mais isolada. Agora, a integração é total, o que ajuda em ações mais assertivas. É um modelo que tem dado muito certo”, destacou Adriano.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com