Economia e Negócios

Empresa de call center é autorizada a funcionar com 50% dos funcionários

Published

em

Foto: Divulgação

O prefeito de Lages, Antonio Ceron, foi informado no fim da tarde desta quarta-feira, dia 25, que a empresa de call center localizada na cidade pode funcionar normalmente, desde que mantenha no máximo até a metade dos colaboradores.

A informação ao prefeito chegou por volta das 18h por meio do delegado regional da Polícia Civil, Fabiano Schmidt, atendendo orientação da Delegacia-Geral da instituição.

O funcionamento da empresa de call-center não só em Lages, mas também nas demais cidades onde opera (Florianópolis, Palhoça e Xanxerê), está amparado pelo decreto 525 do governador Carlos Moisés.

Porém, precisa ser respeitado o limite de 50% do número de funcionários em cada unidade e atender a todas as exigências sanitárias.

Pela manhã, a Polícia Militar esteve nas filiais de Lages e constatou que a empresa atuava, no momento, com 38% da capacidade, ou seja, abaixo do máximo permitido.

Algumas inadequações foram constatadas, e a gerência da empresa foi advertida a corrigir e tomar as devidas providências imediatamente.

Paralelamente ao parecer da Polícia Civil, o comando-geral da Polícia Militar analisa o caso, e até as 18h, o prefeito Antonio Ceron não havia sido comunicado oficialmente.

Assim, até segunda ordem, a empresa está autorizada a funcionar pelo decreto do Governo do Estado.

“O Governo do Estado tem a competência para atuar nessa questão, e vamos cumprir o que for decidido. Até o momento, a empresa pode atuar, desde que atendendo as exigências sanitárias e com no máximo 50% dos funcionários. A informação do Governo é de que todas as empresas de call center estão autorizadas a funcionar no Brasil inteiro”, diz o prefeito Antonio Ceron.

Por Pablo Gomes/PML

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com