Negócios

Curso sobre produção de oliveiras visa incentivar plantio na região

Published

em

Participantes do curso puderam participar de uma degustação de azeites de oliva - Fotos: Núbia Garcia

Oferecer informações técnicas sobre a produção de oliveiras e despertar o interesse por este tipo de plantio foi o objetivo do 1º Curso de Produção de Oliveiras, realizado em Lages, no sábado (27).

O curso surgiu a partir da iniciativa do empresário Gustavo Gabriel Theiss e alguns pesquisadores da área, que se preocuparam em disseminar informações para fomentar o cultivo. O curso reuniu 25 pessoas, vindas de diversas cidades da região e também do Rio Grande do Sul.

Gustavo afirma que existem condições adequadas para o plantio de oliveiras na região e isso despertou o interesse de fomentar este tipo de cultivo como alternativa econômica para a região. “Oliveira não é um produto comum na Serra. Várias pessoas até têm plantado uma ou duas peças, mas não têm conhecimento técnico para fazer um cultivo eficiente. É exatamente por isso que a gente está trazendo este curso, que atraiu um público de pessoas que têm a intenção de produzir, para fazer compotas de azeitonas ou azeite de oliva”, comenta.

O engenheiro agrônomo Tiago de Macedo foi o ministrante do curso, que durou o dia todo e foi dividido em teoria, prática e degustação de azeites. “Santa Catarina e o Rio Grande do Sul têm condições climáticas propícias para a produção de oliveiras. Na região da fronteira do Rio Grande com o Uruguai já se produz em grande escala, mas Santa Catarina ainda não tem um polo produtivo, apesar de existirem muitas áreas propícias”, explica.

Pamela Schweitzer foi uma das participantes do curso. Ela cultiva oliveiras de forma amadora há cerca de quatro anos e, embora as árvores ainda não tenham dado frutos, seu objetivo é cultivar azeitonas para fazer o próprio azeite de oliva para uso doméstico.

Pamela aproveitou o curso para aprimorar seus conhecimentos sobre o plantio e o cultivo de oliveiras

“Culinária é um hobby e, por isso, sempre pensei em produzir meu próprio azeite. Quando este interesse despertou, procurei uma empresa no Rio Grande do Sul para aprender sobre o cultivo e poder plantar na minha fazenda. Fiz testes de solo e plantei algumas mudas, mas sinto que ainda preciso de mais conhecimento para poder dar continuidade ao cultivo. Este curso é muito interessante e sanou muitas dúvidas que eu tinha”, completa. O curso foi uma promoção da Floricultura Garden Center e Agromillora. Além de Tiago, Antônio Fagherazzi e Augusto José Posser também ministraram as atividades teóricas e práticas.

clique para comentar

Deixe uma resposta