Essencial

Cuidados básicos para pés saudáveis

Published

em

Foto: Freepik/Divulgação

Já dizia o pequeno ratinho do Castelo Rá-Tim-Bum: “meu pé, meu querido pé, que me aguenta o dia inteiro […]”. Essa música fez parte do consciente infantil e ainda está guardada na memória. Mas será que seguimos as dicas valiosas desse querido ratinho quando o assunto é cuidado com os pés?

Muitas pessoas não dão a atenção devida à saúde dos pés. Seja utilizando calçados anatomicamente incorretos, não secando corretamente, cortando as unhas de maneira irregular ou até usando produtos indevidos. São vários os erros cometidos diariamente. De acordo com a podóloga Irma Mota Pereira, uma micose ou fungo mal resolvido, por exemplo, pode causar até uma infecção generalizada.

Entre os principais erros no cuidado com os pés está o fato de usar calçados e meias por muito tempo, durante o dia. Isso faz com que não haja circulação, o pé umedeça e seja um prato pronto para fungos e bactérias. Além disso, os cortes de unhas feitos de qualquer forma levam a lesões nas cutículas e até o encravamento.

Para começar a cuidar bem dos seus pés, Irma lista algumas dicas fáceis de serem seguidas:

  • Pés secos: os pés devem sempre estar secos, longe de umidade. Para mantê-los assim, o ideal é secá-los com uma toalha separada da usada para o corpo, podendo até usar um secador de vento frio.
  • Calçados e meias: Calçados apertados, nem pensar. Principalmente, se as unhas estiverem grandes. Isso causa calosidade, além de deformidade e encravamento das unhas. As meias, por sua vez, devem ser preferencialmente brancas e de algodão.
  • Unhas encravadas: para quem sofre deste mal, capaz de causar dores agudas insuportáveis, sempre cortar as unhas corretamente em formato quadrado. Cortando dessa maneira, isso evita que ela encrave com facilidade.
  • Xô micoses: as principais causas são umidade e escuridão. Ou seja, a pessoa usa a mesma meia o dia todo, ela umedece e vira ambiente para esses problemas. Além disso, meias escuras potencializam esses agentes. Então, vide as duas primeiras dicas: pés secos e meias claras.
  • Imunidade: os cuidados com os pés também estão relacionados com o organismo todo. Então, se você está com a imunidade baixa, há grandes chances de desencadear infecções nos pés. Cuidar da saúde num todo evita doenças nos pés.
  • Hidratação: pés hidratados, além de promoverem bem-estar pelo cheiro, são importantes porque evitam ressecamentos. Contudo, ao utilizar cremes, compre próprios para os pés e não passe nas unhas.

Unhas

A Sociedade Brasileira de Dermatologia elenca alguns cuidados especiais que se deve ter com as unhas. Isso vale, principalmente, para as dos pés. Confira:

  • As unhas podem ser cortadas com tesoura ou aparadas com lixas, de preferência de uso pessoal ou descartáveis. Nos pés, o melhor formato é o quadrado. O tamanho das unhas das mãos deve levar em conta algumas particularidades, como profissão, hábitos e hobbies. 
  • Nos pés, deve-se evitar unhas muito compridas porque podem gerar mecanismo de alavanca e descolá-las do leito. Isso deixa um aspecto feio e amarelado e pode levar ao acúmulo de sujeira e detritos. A cutícula não deve ser retirada, pois isso deixa a unha desprotegida e facilita a entrada de fungos e bactérias.
  • É preciso deixar as unhas sem esmalte uma semana por mês, no mínimo. O uso ininterrupto de esmalte causa ressecamento e enfraquecimento, por isso, a necessidade dessa pausa. 
  • O hábito de lixar a parte de cima da unha pode ser prejudicial, pois retira camadas de queratina e deixa as unhas mais frágeis e finas. O uso de acetona pode tornar as unhas mais frágeis e quebradiças. Prefira os removedores que não contêm acetona.
clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com