Geral

Chuva permanece para os próximos dias

Published

em

Foto: Defesa Civil/Divulgação

A quarta-feira (31) chuvosa na Serra Catarinense dá uma prévia do que serão os próximos dias. Entre hoje e sábado há previsão de chuva para grande parte do Estado. Na sexta-feira (02), Dia de Finados, segundo o agrônomo da Climaterra, Ronaldo Coutinho, há uma pequena chance da chuva dar uma trégua.

Das 5 horas até às 9 horas desta quarta, já choveu cerca de 39 milímetros. A Defesa Civil recebeu dois chamados, um no Bairro Penha e outro no Bairro Caroba. A tubulação entupiu, devido o volume de chuva, e transbordou. A água invadiu casas na região dos bairros São Sebastião e Gethal.

O secretário executivo da Defesa Civil de Lages, Jean Felipe Silva de Souza, comenta que não há alerta para risco de cheia do Rio Carahá, mesmo assim, a Defesa Civil segue monitorando a região.

 

Recomendações da Defesa Civil

Tempestades com descargas elétricas (raios), ventos fortes e granizo: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Não olhe para o raio. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade!

Alagamentos/inundações: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Enxurradas: Não fique próximo às margens de rios e ribeirões, principalmente em regiões de relevo acentuado, montanhoso e pequenos vales, pois muitas vezes há temporais intensos sobre os topos e cabeceiras, gerando repentinamente grande quantidade de água num curto espaço de tempo. Este tipo de evento adverso apresenta grande poder destrutivo, podendo arrastar veículos, pessoas, animais e mobílias por vários quilômetros. A força das águas pode ainda provocar o rolamento de blocos de pedras, arrancar árvores, destruir edificações e causar deslizamentos de terra nas margens.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199, Corpo de Bombeiros 193 ou Polícia Militar 190.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com