Geral

Bianca precisa de ajuda para reformar sua casa

Published

em

No Centro Social do Novo Milênio, Bianca ajuda na produção de salgados e bolos que são vendidos no próprio bairro Foto: Núbia Garcia

O telhado quebrado e com falhas, da casa de Bianca Aparecida de Souza Machado, 32 anos, faz com que, a cada chuva mais forte, a água invada todos os cômodos do imóvel. Além do telhado, as paredes de madeira da residência, localizada no Bairro Novo Milênio, estão em estado precário, colocando a família em risco.

Há alguns dias, Bianca estava em sua cozinha quando o assoalho quebrou e ela teve sua perna “engolida” pelo chão. A queda resultou em um coágulo na perna. “Eu pisei no chão, ele quebrou e a minha perna foi pra baixo. Tive um coágulo na perna, mas graças a Deus a médica disse que não vai precisar drenar”, lembra.

Bianca mora no imóvel com o marido e os dois filhos, que têm 10 e 2 anos. A casa é antiga e a situação é tão precária, que até mesmo o banheiro, construído em alvenaria, está rachando. Ela faz trabalhos coletivos junto ao Centro Social em seu bairro, onde integra o grupo Arte e Mulher.

As participantes deste grupo fazem salgados e bolos que são comercializados. O lucro com as vendas é dividido entre a equipe de produção.

Já o marido de Bianca passa a maior parte da semana fora da cidade, pois trabalha em Jaraguá do Sul. O casal comprou o imóvel há cerca de dois anos e, como ainda está pagando as prestações, a renda da família não é suficiente para que consigam comprar materiais de construção e reformem a casa.

“Meu marido tem emprego fixo, mas neste momento não temos condições de reformar, porque a gente paga a parcela da casa. A casa tá apodrecendo e eu temo pela segurança das minhas crianças. Se eu conseguir material para fazer umas peças e o banheiro na parte de trás do terreno, pra mim poder mudar, já ajuda. Depois o meu marido podia reformar a parte que der pra aproveitar da casa”, afirma.

Quem puder ajudar Bianca e sua família pode procurá-la no Centro Social do Bairro Novo Milênio, onde ela trabalha todas as manhãs. A reportagem do Correio Lageano contatou a Secretaria de Assistência Social e Habitação, no início desta semana, para saber se há possibilidade de que o órgão auxilie a família.

De acordo com a diretora de Desenvolvimento Habitacional, Anarita Locatelli, ainda no início desta semana, a equipe técnica fez uma visita para buscar informações e verificar a situação da família, pois, segundo o órgão, a última atualização no cadastro de Bianca foi feita em 2007.

Anarita explica que a família foi orientada a providenciar a documentação necessária e atualizada para complementar o cadastro. Posteriormente, a secretaria fará uma análise para identificar se é possível oferecer algum suporte a eles. Bianca informou que, na manhã de quarta-feira (4), já esteve na secretaria apresentando a documentação solicitada.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com