Conecte-se a nós

Esportes

15ª edição do Motoneve deve trazer a Lages mais de 6000

Published

em

Lages, 14/06/2010, Correio Lageano

 


A 15ª edição do Motoneve chega carregando uma marca que poucos eventos conseguem atingir: o mais antigo do gênero no Sul do país. Desde a sua primeira edição, em 1996, não sofreu nenhuma interrupção. O encontro acontece entre os dias 9 e 11 de julho, no Parque de Exposições Conta Dinheiro e deve trazer a Lages mais de 6000 motociclistas.


Uma das novidades do Motoneve nesta edição é o reconhecimento do Conselho de Turismo Estadual, sendo que a partir de agora o evento passa a figurar no calendário do Estado. “Antes nós avisávamos para pôr na agenda, agora vai ficar fixo no calendário de Santa Catarina”, comemora um dos organizadores e mentor do Motoneve, Paulo Todeschini. Ele conta que a princípio o objetivo do encontro era promover a confraternização da categoria e com o passar do tempo o evento foi crescendo e a inserção de múltiplas atrações na programação agradou os motociclistas da região, do Estado, e inclusive de locais fora de Santa Catarina. O evento não para de crescer.


Outra medida que consagrou o evento foi a época escolhida. “Sempre fazemos na primeira semana de julho, pois é um data que o frio é mais intenso”, conta Todeschini. Ele lembra que eventos dessa natureza no Estado não são marcados nessa data. “Não houve combinação formal.

 

Os organizadores decidiram não marcar nada na mesma data”, comenta Paulo, destacando que ano passado choveu muito e mesmo assim passaram pelo evento mais de 6000 motociclistas. “Argentinos, uruguaios e paraguaios também vieram prestigiar o evento que já é conhecido nacionalmente”, reforça.


Todeschini ressalta que o Motoneve tem atrações para quem não anda de moto e quer apenas curtir e também para os motociclistas que vêm de fora. “Para os visitantes temos shows de danças gaúchas apresentando a cultura de Lages, alternando com bandas de rock”, salienta. Os grupos que irão mostrar a sua performance ainda não foram todos definidos. Ele reitera que não há restrição no quesito cilindradas e motos pequenas, grandes, modernas ou não. Todas devem ser vistas pelo público.

 

Os visitantes também poderão contar com praça de alimentação e pontos de acampamento.
Além dos quatro shows ligados ao motociclismo estão na programação manobras de wheeling (demonstração de habilidade em solo) e o free style (manobras por meio de saltos numa rampa de recepção, ou seja, o motociclista faz evoluções no ar), globo da morte com quatro motos, ainda o dinamômetro, quando as motos aceleram até a velocidade máxima, num jogo de desafios entre duas motos de cada vez.


Para os que querem diversão e exibição uma área concretada pode ser usada para esse fim. “Podem brincar, desafiar e até fazer o famoso zerinho, mas eles têm que respeitar a área delimitada e não fazer as monobras no meio do público”, antecipa Todeschini. No Parque de Exposições não entra carro e nem veículos de som.


Os ingressos estarão à disposição no último final de semana que antecede o evento. Na hora custará R$ 15,00 e antecipado R$ 10,00. O evento é uma promoção do grupo de Motociclistas Raditão e Cia Liberdade. A comunidade do grupo Erosão Trail Trilha também estará presente no Motoneve e origaniza a terceira trilha seguida.

 

Foto: Arquivo CL

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: