Conecte-se a nós

Entretenimento

300 novas lixeiras depois da Festa do Pinhão

Published

em

Lages, 26 de maio de 2010 – Correio Lageano

A falta de lixeiras é um problema crônico em Lages, um dos motivos para isso é a ausência de uma conscientização maior da comunidade. Depois da Festa Nacional do Pinhão, serão repostas 300 novas lixeiras nas vias com o maior fluxo de pessoas. As ruas Nereu Ramos e Correia Pinto, as avenidas Carahá e Luiz de Camões, são alguns dos lugares que vão receber novas lixeiras.

As lixeiras serão de um material mais adequado, pois não acumulam água quando chove e nem chorume. Segundo a gerente de paisagismo da Secretaria do Meio Ambiente, Katja Volkert, algumas lixeiras foram queimadas e quebradas, "é dinheiro público que se joga fora, poderíamos estar colocando em lugares novos, mas temos que ficar trocando ou colocando várias vezes nos mesmos lugares", enfatiza.

Já, as 100 lixeiras provisórias, são de um tipo de papelão especial, e foram instaladas no Centro, devido ao Recanto do Pinhão. Katja explica que estas não podem ser permanentes, devido à Lei Complementar 99, do ano de 1998, que estabeleceu um padrão de lixeiras. Além disso, nenhuma lixeira pode ficar no passeio público, pois não pode impedir ou atrapalhar as pessoas de caminhar. "Hoje já podemos exigir que as novas residências ou estabelecimentos comerciais construam dentro da sua propriedade", enfatiza.

A dona de casa, Edna Silveira, acha muito bom que sejam instaladas mais lixeiras na cidade. M]]A moradora do bairro Popular reclama que quando vai ao Centro não encontra um lugar em que possa jogar seu lixo. "Deveria ter mais, sei que algumas pessoas destroem, mas é assim mesmo, as pessoas não têm consciência, então o poder público deve se preparar", destaca a dona de casa.

 

 

Fotos: Susana Küster / CL

Compartilhe

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade do Correio Lageano e Portal CLMais