Conecte-se a nós

Esportes

Vitória deixa Inter de Lages mais perto da classificação

Published

em

Na arquibancada, o garoto Ezequiel Tives Raulino, de 9 anos, se preparava para assistir a mais uma partida do Inter de Lages. Apesar do frio, ele saiu de sua casa no Bairro Gethal para poder presenciar um jogo decisivo do time lageano. Além do pequeno, mais 128 pessoas também enfrentaram as baixas temperaturas, que no início do jogo era de 8ºC, para motivar os jogadores.

O time adversário era o Nova Iguaçu, do Rio de Janeiro. Os atletas foram surpreendidos com o frio. Subiram do vestiário para o campo com luvas e um deles, até com calção térmico. Os jogadores precisaram de um reforço, e não foi de um integrante a mais, mas sim, de um cobertor. Todos que ficaram no banco se cobriram com uma grande manta.

No termômetro 8ºC e sensação térmica de 4ºC. O jogo, que começou tranquilo, foi logo esquentando. Aos 9 minutos e 45 segundos, o Inter de Lages, com Sidney abriu o placar. Os jogadores comemoraram o gol, todos se abraçaram e chegaram a se ajoelhar.

A partida seguiu, e a temperatura subiu dentro e fora de campo e nas arquibancadas. Entre a briga pela posse de bola, problemas com a arbitragem. Várias discussões entre juiz e jogadores, além de gritos da arquibancada para a árbitro assistente 2.

Aos 20m30s, ainda do primeiro tempo, Gabriel Lagoa, de peixinho, marcou o segundo gol. Os dois primeiros gols são de jogadores que estavam no banco durante a competição, mas tiveram a oportunidade de jogar na noite gelada de domingo.

Três minutos depois, aos 23m45s, Murilo, de Nova Iguaçu, com bola parada, chutou e balançou a rede do Tio Vida, marcando o primeiro gol do time carioca. Aos 27 minutos, o jogo parou. O goleiro Fabian Volpi não se sentiu bem.

Torcedores e jogadores não gostaram do trio de arbitragem. Reclamaram por diversas vezes, o que resultou em cartões amarelos. Os ânimos precisaram ser acalmados. Depois de ataques, quedas e faltas, o primeiro tempo chegou ao fim.

Na volta do vestiário, o Inter de Lages não tinha alteração. O Nova Iguaçu mudou e no lugar de Marlon, jogou Lucas.

O Inter precisava de mais gols, devido aos saldo negativos. No segundo tempo, aos 7m30s, Luizinho marcou o terceiro gol. Quando se pensava que a partida estava ganha, o jogador Raniel do Nova Iguaçu, aos 19 minutos emplacou e cobriu o goleiro Fabian Volpi. Para a preocupação da torcida, Dieguinho, também do time carioca, aos 35 minutos marcou o terceiro gol.

Os torcedores do Inter de Lages já tinham até pensando que seria um empate, alguns foram para casa, mas aos 47 minutos, Luizinho chutou e deixou o goleiro no chão. Fim de jogo. Inter de Lages 4 e 3 Nova Iguaçu. Comemoração entre os jogadores e torcida aquecida e animada pelo jogo.

Com esse resultado, o Inter de Lages fica como segundo colocado no Grupo A15, da Série D, do Campeonato Brasileiro. No próximo fim de semana, joga contra o líder da competição, o Caxias, na cidade gaúcha de mesmo nome, às 18 horas.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: