Conecte-se a nós

Notícias

Vítima de atropelamento na BR-282, Osvaldo morreu aos 67 anos

Published

em

Neste trecho, Osvaldo atravessava a BR-282 com frequência, mas na última tentativa, foi atropelado - Fotos: Andressa Ramos

Aposentado do ramo da Construção Civil, viúvo há seis anos, pai de um filho e avô de um neto. Osvaldo Borges da Silva, de 67 anos, era conhecido no Bairro Santa Maria, em Lages, por sua simpatia e simplicidade.

Por morar sozinho, sua rotina era pacata, se dividia entre estar dentro de casa ou numa mercearia próximo de sua casa. O amigo de Osvaldo, seu João Silvano Machado, de 78 anos, comenta que todos os domingos eles se reuniam em um barzinho, do outro lado da BR-282, para comer aperitivos e jogar conversa fora.

Neste trajeto entre a casa e a mercearia, há apenas um problema, é necessário atravessar a BR-282. A marginal, quatro faixas da rodovia e mais uma marginal. Por anos, ele, como inúmeros moradores daquela região, se arriscou para atravessar.

Porém, no fim da tarde desta quarta-feira (17), Osvaldo não teve a mesma sorte dos outros dias. Um caminhão o atropelou, não prestou socorro e fugiu. Com a gravidade dos ferimentos, não resistiu e morreu no local.

O filho único do aposentado, Anderson Luis Custodio Silva, de 35 anos, estava inconformado com a morte do pai. Enquanto uns acompanhavam o velório, ele precisou fazer o sepulcro onde o corpo de Osvaldo foi enterrado.

Na vizinhança, o sentimento de revolta pelo atropelamento e também pela falta de atenção neste trecho, afinal, há anos os moradores pedem por uma passarela. “Quem diria que ele sairia para comprar uma coisa e não voltaria mais. Uma pessoa tão boa, não merecia isso”, comentou uma vizinha.

As passarelas na BR-282

As passarelas no trecho urbano da BR-282, em Lages, fazem parte da pauta do Correio Lageano desde 2011. A expectativa é que a construção das estruturas se inicie ainda este ano.

O engenheiro do Dnit em Lages, Enio Spiecker, acredita que nos próximos dias consegue divulgar uma data mais precisa sobre o início das obras. Por enquanto, o que está acontecendo, é uma sondagem do solo nos locais onde serão fixadas as passarelas.

A empresa vencedora da licitação é a Zanco Construtora, de Xaxim, no Oeste de Santa Catarina. O CL tentou contato com a empresa, mas não teve retorno.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: