Geral

Vacina é a medida mais eficaz contra o HPV

Published

em

A coordenadora de imunização Juliana Barbosa Vieira orienta para que pais e responsáveis mantenham as cadernetas de vacina das crianças atualizadas - Foto: Patrícia Vieira

Mais de 20 milhões de adolescentes brasileiros devem buscar os postos de saúde para receber a vacina contra o Papilomavírus Humano (HPV). Em Lages, a expectativa da Secretaria de Saúde é vacinar mais de 5 mil meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. A proteção só é completa quando aplicadas as duas doses da vacina. A vacina HPV é eficaz e protege contra vários tipos de cânceres em mulheres e homens.

Para se vacinar, basta ir até uma Unidade de Saúde de seu bairro ou então procurar a Central de Vacina na Vigilância Epidemiológica, no Centro de Lages. Doses estão disponíveis nos postos de saúde durante todo o ano.

A enfermeira coordenadora de imunização do município de Lages Juliana Barbosa Vieira orienta sobre a importância de manter a carteira de vacinação em dia. “É importante a conscientização dos pais sobre a necessidade de manter atualizada a carteira de vacina das crianças. Pois todas as vacinas são disponibilizadas gratuitamente” disse.

No ano passado, em Lages, a aplicação da vacina contra o  HPV ficou bem abaixo da meta que era imunizar 5.289 adolescente. Apenas 1.155 receberam a primeira dose e 863 a segunda dose.

Este ano, a procura pela vacina ainda é baixa na cidade. Até agora foram aplicadas em torno 580 entre primeira e segunda doses. Para tentar atingir os 95% da meta, segundo a coordenadora, serão realizadas campanhas em aproximadamente 12 escolas públicas e privadas de Lages.

O HPV

O vírus atinge a pele e as mucosas, podendo causar verrugas ou lesões precursoras de câncer, como o de colo de útero e de garganta. Nas mulheres, a principal indicação da vacina é para prevenção do câncer de colo de útero. Nos homens, a indicação visa a proteção contra verrugas genitais associadas à infecção por alguns subtipos do vírus, e diminuir a circulação de outros de maior risco.

HPV no Brasil

Segundo estudo realizado pelo projeto POP-Brasil em 2017, a prevalência estimada do HPV no Brasil, na faixa etária de 16 a 25 anos, é de 54,3 %. O estudo entrevistou 7.586 pessoas nas capitais do país. Os dados da pesquisa mostram que 37,6 % dos participantes apresentaram HPV de alto risco para o desenvolvimento de câncer. 16,1% dos jovens têm uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) prévia ou apresentaram resultado positivo no teste rápido para HIV ou sífilis.

Prevenção

A vacina é a medida mais eficaz para prevenção contra a infeção. A vacina é distribuída gratuitamente pelo SUS e é indicada para:

  • Meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos (2 doses com seis meses de intervalo)
  • Pessoas que vivem HIV;
  • Pessoas transplantadas na faixa etária de 9 a 26 anos;

O Ministério da Saúde ressalta que a vacina não é um tratamento, não sendo eficaz contra infecções ou lesões por HPV já existentes.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com