Conecte-se a nós

Notícias

UPA deverá ser entregue até julho

Published

em

Foto: Camila Paes

Com 60% da estrutura pronta, a obra da nova Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Bairro Universitário deverá ser entregue até o final deste semestre. Após a inauguração, o Pronto Atendimento Tito Bianchini, no Centro, será desativado. Os atendimentos sem urgência do Hospital Infantil Seara do Bem também serão concentrados na UPA.

A secretária de Saúde de Lages, Odila Waldrich, explica que estão realizando os acabamentos do prédio. Essa parte, de acordo com ela, é um pouco mais demorada e pode levar mais tempo. Além do prédio, serão realizadas obras no entorno da estrutura, como calçadas. A secretária ressalta que devido ao prazo dado pelo Ministério da Saúde, a obra deverá ser entregue até o final do primeiro semestre.

A obra foi iniciada em 2011 e deveria ter sido concluída no período de três anos. Entretanto, em 2016, após o prazo final de conclusão, a empresa que executava a construção, abandonou o canteiro de obras. Na época, para dar continuidade, deveria ser lançado novo edital. O Ministério da Saúde solicitou informações sobre o andamento da obra. Como não foram encaminhadas respostas, uma auditoria foi instalada e foi exigida a devolução dos recursos de R$ 1,5 milhão aplicados pelo Governo Federal

Em uma renegociação com o Ministério da Saúde, ficou acordado com a Prefeitura de Lages que os recursos não precisarão ser devolvidos. Odila explica que, em reunião, o prefeito Antonio Ceron frisou a importância da nova estrutura para desafogar o Pronto Atendimento de Lages, que não possui mais capacidade para atender a grande quantidade de pacientes.

Inicialmente, a UPA estava orçada em R$ 3 milhões. Até o abandono da obra, o Governo Federal já havia investido metade deste valor. Quando o município assumiu, ficou acordado que até os valores utilizados para a finalização da construção seriam recursos próprios da Prefeitura de Lages. Odila ressalta que, desde a retomada da obra, já foram utilizados cerca de R$ 600 mil, com repasses mensais de aproximadamente R$ 100 mil. Além disso, como parte da renegociação com o Ministério, são encaminhados relatórios sobre o encaminhamento da obra.

Funcionamento

Com a inauguração da UPA, os atendimentos que hoje são realizados no Pronto Atendimento Tito Bianchini serão encaminhados para a nova estrutura no Bairro Universitário. Desta forma, a estrutura no Centro será desativada. Odila explica que ainda não está definido para que será utilizado o espaço, mas abrigará algum setor da saúde. A UPA também terá serviços de raio-x e laboratorial, que já foram licitados.
As crianças também passarão a ser atendidas na UPA. Ou seja, casos sem emergência e urgência, que não sejam necessários internamentos, mudarão seu local de atendimento. Para atender toda essa demanda, serão contratados novos profissionais. Um processo seletivo deverá ser realizado assim que a obra estiver perto da conclusão. Ela ressalta que ainda não há ideia de quantas vagas estarão disponíveis, já que será preciso reorganizar o quadro de profissionais.

SVO

Anteriormente foi noticiado que o Serviço de Verificação de Óbito (SVO) seria instalado na UPA. Entretanto, Odila ressalta que essa opção já foi descartada, devido à questão de espaço. Ela enfatiza que deverão encontrar uma solução para a instalação do SVO ainda neste semestre e já estão buscando soluções para este problema.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: