Conecte-se a nós

Notícias

Universidade da Integração Latino-Americana abre inscrições para 7 cursos

Published

em

Rio de Janeiro, 19/06/2010, (EFE)

A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), idealizada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para promover a integração na região, abriu inscrições para seus primeiros cursos, informaram neste sábado fontes oficiais.


A sede da Unila, projetada por Oscar Niemeyer, foi construída em Foz do Iguaçu, no Paraná, na tríplice fronteira entre Argentina, Brasil e Paraguai. A universidade oferecerá inicialmente vagas para 150 estudantes brasileiros e outras 150 para os demais países do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai), informou hoje a "Agência Brasil".

 

O centro universitário, que progressivamente aumentará sua capacidade até contar com 10 mil estudantes de todos os países da América Latina, foi construído no Parque Tecnológico Itaipu.

 

A universidade oferecerá, a partir de agosto, em seu primeiro semestre de funcionamento, vagas em sete cursos: Ecologia e Biodiversidade; Relações Internacionais e Integração;

 

Economia, Integração e Desenvolvimento; Sociedade, Estado e Política na América Latina; Engenharia Ambiental de Energias Renováveis; e Engenharia Civil de Infraestrutura.

 

O reitor pro tempore da Unila, Hélgio Trindade, disse que os alunos dos outros países serão escolhidos segundo seu histórico escolar e de acordo com os critérios estabelecidos por seus ministérios de Educação.

 

Entre os brasileiros, terão prioridade os procedentes de escolas públicas e os que obtiverem as melhores notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

Os interessados poderão inscrever-se gratuitamente no site da universidade (www.unila.edu.br), no qual já estão publicadas todas as normas do vestibular.

 

A Unila, que oferecerá aulas bilíngues, em português e espanhol, contará com um corpo docente composto por 250 professores internos e outros 200 visitantes, a metade dos quais serão brasileiros e a outra, de países vizinhos.

 

As aulas começarão em um edifício provisório, enquanto não for concluído o campus desenhado por Niemeyer, que ocupará 38,9 hectares nos terrenos cedidos pela Itaipu.

 

A Unila contará com seis edifícios desenhados pelo arquiteto, inspirados no projeto da Universidade de Constantina, na Argélia.

 

Além da Unila, o Governo também tem um projeto para construir uma universidade que terá metade dos estudantes brasileiros e a outra do continente africano, na cidade de Redenção, no Ceará, a primeira a libertar todos os seus escravos.


Foto: (EFE)

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: