Conecte-se a nós

Entretenimento

Último concerto do ano será em Urupema

Published

on

O concerto, que encerra a temporada 2017 - Foto: Maria Victória Sobretons/Divulgação

A Camerata Florianópolis, que sobe a Serra e chega a Urupema nesta quinta-feira (21), encerra a temporada deste ano com o recorde de 75 apresentações, exatamente o dobro do ano anterior, por todas as regiões de Santa Catarina. O pequeno município, de pouco mais de dois mil habitantes e a 1.335 metros de altitude, considerada “a cidade mais fria do país” durante o inverno, está todo mobilizado para o grande acontecimento que desperta a atenção dos demais 17 municípios da região. Segundo o prefeito local, Evandro Frigo Pereira, “a presença da Camerata Florianópolis em nossa comunidade é o nosso melhor presente de Natal”

O concerto, aberto ao público, está marcado para ser realizado às 20h na Matriz, na praça principal de Urupema. Sob a regência do maestro Jeferson Della Rocca e solos da soprano Carla Domingues e da violinista Talita Limas, a orquestra interpretará temas famosos da música clássica e canções natalinas. Integram o programa algumas das composições mais conhecidas, como a Pequena Serenata Noturna de Mozart, a Primavera das Quatro Estações de Vivaldi e a aria da Rainha da Noite, da ópera A Flauta Mágica de Mozart.

O concerto, que encerra a temporada 2017, é uma realização do Governo do Estado através da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte e a Fundação Catarinense de Cultura. Faz parte do projeto governamental de levar música de qualidade a diferentes regiões de Santa Catarina. O espetáculo leva ainda o apoio cultural da Intelbras e da Prefeitura Municipal. A produção é de Maria Elita Pereira.

Comentários

Entretenimento

Eva Wilma estreia musical em Lages, no domingo

Published

on

Por

Eva Wilma ao lado de Johnnie Beat e William Paiva, com quem divide o palco no espetáculo - Foto: Divulgação

Casos & Canções é o espetáculo que estreia neste domingo (26), às 20 horas no Teatro Municipal Marajoara, em Lages. A peça que estreia nacionalmente em Santa Catarina, tem como protagonista a atriz Eva Wilma, conhecida por papéis marcantes em novelas globais.

Neste espetáculo, a atriz traz para o público, de forma lúdica, suas memórias e experiências de 65 anos de carreira artística, iniciada nas aulas de violão e canto com Inezita Barroso. Johnnie Beat e William Paiva acompanham a estrela no palco e interagem por meio de conversas com a interpretação de canções que fizeram parte da vida da atriz.

Do repertório de Inezita, Eva Wilma traz os clássicos “Uirapuru” e “Azulão”. De sua convivência com Badem Powell, canta em dueto com o filho, “Samba em Prelúdio”, de Badem e Vinícius de Moraes. Do sul do país e das lembranças de suas cantorias de infância com os pais, “Felicidade”, de Lupiscínio Rodrigues. E de sua admiração pelo poeta Ferreira Gullar e pelo mestre Villa Lobos, canta “Trenzinho Caipira’.

Sua memória trará lembranças da convivência com colegas, grandes atores e atrizes, músicos, cineastas, produtores e empreendedores, que construíram a cultura das artes cênicas do nosso país, desde os primórdios do século XX, no teatro, no cinema, na televisão, nos livros, no suor da dedicação ao trabalho.

O público irá se emocionar com as história, poemas e canções. O trio encerra interpretando “Tempo Rei”, de Gilberto Gil, que permite sentirmos que “tudo permanecerá transcorrendo, transformando tempo e espaço navegando todos os sentidos”.

Serviço

>>Onde_ Teatro Municipal Marajoara
>>Quando_ dia 25 de fevereiro
>>Horário_ 20h

Ingressos à venda na bilheteria do Marajoara, Livraria La Fontaine, Lages Garden Shopping e www.blueticket.com.br.

>>Preços_ R$ 30,00 (estudantes, idosos, clientes Porto Seguro, doadores de sangue e advogados(as));
R$ 60 (inteira).

>>Produtor local_ Roger Andrade

Comentários
Continue Lendo

Entretenimento

A Voz da Cidade estreia no Cine Marrocos, nesta sexta

Published

on

Por

Foto: Divulgação

Estreia, hoje, o média-metragem A Voz da Cidade. Uma produção lageana independente que conta a vida de Carlos Joffre do Amaral, um dos fundadores da Rádio Clube de Lages. A exibição do filme será no Cine Marrocos às 20 horas, com entrada franca.

A história do paulista que escolheu Lages para criar um dos maiores veículos de comunicação do Brasil é contada através de um média-metragem produzido de forma independente pelo diretor lageano Marcelo Machado. As gravações do filme “A Voz da Cidade” tiveram início em 2016, e toda a equipe técnica e de atores foi formada por colaboradores da cena audiovisual de Lages. Segundo Marcelo Machado, a ideia do filme partiu da sua própria casa. “Meu pai foi uma das pessoas de confiança de Carlos Joffre na empresa, todos os dias ele contava alguma história pra mim. Produzir o filme foi uma forma de homenagear o próprio Joffre, Lages e meu pai”, afirma.

Das dificuldades, Marcelo afirma que a dúvida das pessoas com relação à qualidade do que é produzido em Lages ainda atrapalha. “Há uma desconfiança por parte de alguns sobre a produção local, mas de um tempo para cá, amantes do cinema têm conseguido mostrar qualidade técnica surpreendente, seja uma produção com muitos recursos ou independente como a nossa”, completa.
Machado relata isso pelo motivo que o grupo de pessoas ligadas à cena em Lages também foram colaboradores do filme e suas obras têm se destacado também fora da cidade.

“A Voz da Cidade” tem um roteiro que conta a chegada de 00 a Lages e todos os capítulos do seu casamento com a Dona Ilse, a instalação do alto-falante na praça e a ideia do que seria a Rádio Clube. O diretor diz que muitas partes são fictícias e adaptadas, isso pela dificuldade de retratar a época – a história se passa no fim dos anos 30. “Alguns elementos de cena sabemos que não faziam parte dos anos em questão, mas isso é a liberdade que o cinema nos dá, o importante é que a base principal da história de Joffre está bem contada,” acredita.

A produção contou com 29 atores e as locações compreenderam locais históricos de Lages. Foram cerca de 700 gigabytes de gravações, que resultaram em num filme de cerca de 50 minutos.

Comentários
Continue Lendo

Entretenimento

Lages será sede de conferência

Published

on

Por

Foto: Divulgação

A I Conferência de Arqueologia da Serra Catarinense tem como objetivo disseminar o conhecimento a respeito da ocupação pré-colonial e colonial da região serrana do Estado de Santa Catarina, trazendo diferentes perspectivas do olhar arqueológico. O evento será realizado no Auditório Mario Augusto de Sousa, na Fundação Cultural de Lages (FCL), no dia 14 de março para duas turmas, nos horários das 8h às 12h e das 14h às 18h, e é totalmente gratuito.

Promovido pela Gaia Arqueologia e com apoio da FCL, o evento é aberto para toda a comunidade. Segundo a palestrante e responsável pela conferência, Marina Lopes, o debate permitirá um contato com o passado e servirá como ferramenta de informação para aprimorar conhecimentos. “Temos como público-alvo professores do município e da região, tendo em vista que o material didático oferecido aos alunos apresenta uma lacuna a respeito desta área do conhecimento. Ela afirma que as sociedades que aqui viviam deixaram vestígios, principalmente no meio rural.

Comentários
Continue Lendo

Entretenimento

Três anúncios para um crime: Uma forma diferente de buscar a justiça

Published

on

Foto: Reprodução

A trama traz a trajetória de Mildred Hayes (Frances McDormand), uma mãe que enfrenta a polícia da pequena cidade de Ebbing, no estado de Missouri nos EUA, após a morte violenta da filha. Mas esqueça aqueles personagens caricatos. Mildred é uma mãe fora dos padrões e que enfrenta com uma valentia diferente, a polícia inerte da cidade do interior.

Para chamar a atenção da cidade e da mídia, Mildred aluga três outdoors na rodovia, onde enfrenta o xerife com as frases: “Estuprada enquanto morria e ainda sem prisões. Como isso, chefe Willoughby?”. A repercussão é grande e além de enfrentar a opressão de um policial, ela precisa encontrar formas de conviver com o filho que sofre com a perda da irmã, o ex-marido e a culpa por tudo o que aconteceu com a filha adolescente.

O caso ainda ganha maior repercussão porque o xerife enfrenta um câncer no pâncreas e precisa conciliar o tratamento da doença com a busca dos responsáveis pelo crime. A insistência de Mildred acaba chamando a atenção do policial ocioso Jason Dixon (Sam Rockwell), que de formas não convencionais, acaba encontrando pistas que podem levar aos responsáveis pela morte trágica da jovem.
Além da categoria principal, Três Anúncios para o Crime concorre a mais cinco estatuetas, de melhor atriz, ator coadjuvante, roteiro original, montagem e trilha sonora.

Bafta

Na premiação da Academia Britânica de Artes da Televisão e Cinema (Bafta), que aconteceu no último domingo (18), o filme recebeu as premiações de melhor filme, atriz, ator coadjuvante e roteiro, sendo o grande vencedor da noite. Para a próxima edição do Oscar, que acontece no dia 4, o filme do diretor Martin McDonagh (Six Shooter) é um dos favoritos. Em Lages, ainda não há previsão para a exibição do filme.

Serviço

>>Direção: Martin McDonagh
>>Elenco: Frances McDormand, Woody Harrelson, Sam Rockwell
>>Gênero: Drama

Comentários
Continue Lendo

Capa do Dia

Instagram

Facebook

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©