Conecte-se a nós

Notícias

Trânsito inseguro na Bruno Luersen preocupa moradores

Published

on

Muitos veículos passam em alta velocidade, o que aumenta a insegurança - Foto: Susana Küster

Há cerca de dois anos, os moradores do Condomínio Tordesilhas 1, no Bairro Jardim Panorâmico, em Lages, que possui 144 apartamentos, chegam e saem com medo de suas casas se o fluxo de veículos em frente ao local está intenso, o que não é raro de acontecer. A insegurança aumenta, principalmente, nos fins de semana e quando há eventos no salão de festas ou nos quiosques do empreendimento, porque há mais movimentação no condomínio e muitos motoristas estacionam dos dois lados na Rua Bruno Luersen. A situação pode piorar quando os 128 apartamentos do Condomínio Tordesilhas 2, que fica ao lado, forem entregues.

Os motoristas não estão errados, porque a sinalização permite o estacionamento no local de ambos os lados, o problema é que isso dificulta ainda mais a entrada e a saída de veículos no condomínio e também pega de surpresa alguns motoristas que trafegam no trecho. “Muitos param o veículo no meio da rua para entrar no condomínio, o que legalmente é o certo. E outros, por acharem mais seguro, estacionam e dão seta para a conversão. Em ambos os casos, já houve acidentes”, afirma o subsíndico do condomínio, Guilherme Scortegagna. Nas contas dele, já ocorreram cinco acidentes, dentre esses, três causaram ferimentos nos envolvidos.

A gestão atual, assim como a anterior, solicitaram às autoridades competentes, como Diretran e Secretaria de Obras e Planejamento, uma medida no local antes que aconteçam acidentes que podem ocasionar mortes. “Nos disseram que não iria ser feito nada, porque é uma via de grande circulação e isso poderia atrapalhar o serviço dos Bombeiros em alguma ocorrência. E também falou que mais para baixo tem lombada, então perto do condomínio não precisa”.

Haviam placas de lombadas bem próximas ao condomínio e que foram retiradas. “Demos uma pressionada e há cerca de dois meses, nos prometeram que iriam fazer um recuo. Mas até agora nada feito”.

Secretário afirma que problema não é prioridade

Não há um prazo determinado para aumentar a segurança dos motoristas que trafegam em frente ao Condomínio Tordesilhas 1. Segundo o Executivo de Coordenação de Segurança e Trânsito, Jacinto Bet, há outros serviços com mais prioridade que estão na frente. “A Secretaria de Obras tem um planejamento e temos que segui-lo. Há um projeto para ser executado, queremos arrumar redutores de velocidade”. Sobre o que será exatamente feito, Bet frisa que há duas possibilidades, uma é implantar um redutor de velocidade e outra é fazer um canteiro central. “Teremos que ver qual será o mais prático, mas antes temos locais para arrumar que já ocasionaram vítimas fatais, ali o problema não envolve pedestres”. A sua ideia é, em fevereiro de 2018, implantar, possivelmente, só redutores de velocidade, sem recuo central. “Não temos como fazer isso antes, o orçamento do ano terminou e a equipe logo entra em férias. O que a turma pensa em fazer, o recuo, talvez não seja o mais prático”.

Comentários
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©