Conecte-se a nós

Esportes

Torcida lamenta a eliminação do Brasil

Published

em

Foto: Adecir Morais

Não faltou incentivo, apoio e pensamento positivo. A torcida fez a sua parte, mas de novo, a Seleção Brasileira decepcionou, assim como aconteceu há quatro anos no Mundial do Brasil, no inesquecível 7 a 1 contra a Alemanha. Desta vez, a Amarelinha sucumbiu diante da Bélgica e viu acabar a esperança do hexa na Copa do Mundo da Rússia.

Em Lages, torcedores se reuniram em vários pontos da cidade para assistir ao jogo. Em frente a televisores instalados na praça de alimentação do Serra Shopping, no Centro da cidade, pessoas de todas as idades lamentaram mais um fracasso da Seleção Canarinho. Nos pontos de concentração da torcida, a cada lance, uma mistura de euforia e tristeza. Algumas pessoas pareciam não acreditar na eliminação da Seleção na Rússia.

Ao lado da filha, Ana Clara Andrade, 9, e da esposa Ane Andrade, 35, o comerciante Marcelo Andrade, 28, uniu o trabalho com a torcida pelo Brasil e ficou muito triste com a eliminação. Ele possui comércio de lanche no shopping e decidiu dar uma pausa no batente para assistir à partida.

Ele disso que o Brasil finalizou mais do que a Bélgica, mas não conseguiu alcançar o resultado positivo. “A seleção atacou, chutou em gol, mas não conseguiu vencer o jogo. Acho que faltou sorte. Vamos esperar a próxima” declarou Marcelo.

Quem também se uniu à torcida no shopping foi o estudante Geovane Fernandes, de 16 anos. Ele estava acompanhado de amigos, todos com parte do rosto pintado de verde e amarelo. “Temos um grupo de Whatsapp por meio do qual combinamos para acompanhar o jogo juntos. Assistir em meio aos amigos dá mais emoção e euforia”, comentou Geovane, que também lamentou a derrota.

Mas nem todos puderam parar para acompanhar a partida, por causa de compromissos profissionais. A cabeleireira Sonerita De Paula trabalhou durante o jogo. Ainda assim, ela não deixou de espiar os lances em uma televisão instalada no salão.

Torcedores se reuniram em outros pontos da cidade para torcer pelo Brasil. No Bar do Gordo, na Avenida Belisário Ramos (Carahá), a concentração foi tímida. Segundo o proprietário do local, Jair Gonçalves, no intervalo da partida, quando o Brasil perdia por 2 a 0, algumas pessoas foram embora, sem clima para permanecer no local.

 

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: