Conecte-se a nós

Notícias

Temporal afeta 50 mil pessoas em Santa Catarina

Published

em

Brasília, 19 de maio/2010, Agência Brasil

 

 

 

Fortes chuvas e ventos de aproximadamente 80 quilômetros por hora atingiram Santa Catarina nesta madrugada (19), provocando novos estragos em pelo menos 12 cidades catarinenses. De acordo com o balanço preliminar divulgado pela Defesa Civil estadual, mais de 50 mil pessoas foram afetadas. Destas, 868 foram desalojadas e 810 tiveram que ser levadas para abrigos. Rodovias estaduais e federais também foram atingidas.

 

 

 

As áreas mais afetadas foram da região metropolitana de Florianópolis e o Vale do Itajaí. Na capital, as chuvas das últimas 40 horas já soma 258 milímetros, volume duas vezes maior que o esperado para todo o mês. Já no município vizinho, Palhoça, mais de 300 pessoas tiveram que ser levadas para abrigos. Em Itapema 650 pessoas foram desalojadas. A Defesa Civil ainda estuda que providências tomar para ajudar a população das áreas afetadas.

 

 

 

Segundo o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia, o temporal foi causado pela passagem de uma frente fria e de um ciclone extratropical pela região. A chuva, contudo, já castiga o estado há mais de um mês e as autoridades locais estão em alerta desde o último dia 2. Segundo o último levantamento divulgado pela Defesa Civil, o número de pessoas afetadas já supera os 266 mil. Cerca de 3,7 mil pessoas  foram desalojadas e 415 desabrigadas. Além de 26 feridos, um homem continua desaparecido. 

 

 

 

Com a chuva e os ventos se deslocando para o mar, o tempo começa a melhorar. Mesmo assim, a Defesa Civil mantém o alerta para o mar, que, em função do vento, poderá ficar muito agitado, com a formação de ondas entre 2,5 metros e 3 metros. A previsão é de que a ressaca chegue ao litoral do Rio Grande do Sul até amanhã (20).

 

 

 

A Defesa Civil catarinense pede que a população esteja atenta a qualquer movimento de terra ou de rochas, bem como à inclinação de postes ou árvores próximos a suas residências e que, em caso de alagamentos, evite o contato com as águas. Qualquer problema pode ser comunicado à Defesa Civil pelos telefones de emergência 199 ou pelos números (48) 3244-0600 ou  (48) 4009-9816. O Corpo de Bombeiros pode ser acionado no número 193.
 

 

 

 

Alex Rodrigues da Agência Brasil

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: