Conecte-se a nós

Notícias

Temperaturas baixas ao amanhecer na Serra Catarinense

Published

em

Foto: Patrícia Vieira

Atualizado às 17h30

O amanhecer desta quarta-feira (25) registrou temperaturas baixas na Serra Catarinense. As mínimas foram de 4,3ºC em Bom Jardim Serra, 5,9 ºC em São Joaquim, 6,4 ºC em Urupema e 7,2 ºC em Urubici. Durante o dia, o sol apareceu entre nuvens na maior parte de Santa Catarina. O tempo foi bom para as atividades ao ar livre, lavouras e pomares, colheita e tratamento.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Climaterra, Ronaldo Coutinho, os próximos dias continuam frios ao amanhecer na Serra Catarinense. Durante a tarde, deve fazer calor e os termômetros devem registrar as máximas entre 26°C e  32°C na maior parte de Santa Catarina, e média de 22ºC e 25ºC nos municípios da Serra.

Para quinta-feira (26) a previsão não muda muito. Conforme Coutinho, a massa de ar seco permanece em Santa Catarina. Com isso, terá alternância entre sol e nuvens. A tendência é que as temperaturas fiquem mais baixas durante a madrugada para os próximos dias de abril, com temperaturas mais altas durante a tarde.

Pequena chance de chuva e possível trovoada em alguns pontos da Serra Catarinense no fim da tarde e início da noite. No amanhecer, na Serra, as mínimas ficam entre 5°C e 8°C. Coutinho ressalta que há risco de pancadas de chuva, de tarde, bem pontualmente na Região Sul e Serra Catarinense.

Inverno será o mais rigoroso dos últimos 100 anos?

Os meteorologistas da Epagri/Ciram explicam que são boatos as informações que circulam nas redes sociais sobre o inverno deste ano ser o mais gelado dos últimos 100 anos. A Epagri/Ciram explica que a exemplo do que os serviços e empresas de meteorologia de outros Estados do Brasil estão fazendo, também está esclarecendo esta informação.

Para os meteorologistas , “alguns sites vêm propagando, de maneira irresponsável, o boato de chegada de frio intenso a Santa Catarina. Pelo mesmo umas quatro massas de ar frio “rigorosas” foram anunciadas para março, o que não ocorreu. Pelo contrário. O calor do verão estendeu-se até o mês de abril. Então, “providenciaram” o boato de que esse inverno será o mais rigoroso dos últimos 100 anos.

Dica

Antes de qualquer planejamento que dependa do tempo ou clima, consulte os profissionais da meteorologia. Confira sempre a seriedade e veracidade das informações. Certifique-se de que a informação é emitida por quem tem um registro profissional.

A previsão para o inverno de 2018

As condições atmosféricas atuais, de uma La Niña com intensidade fraca, tendem a evoluir para uma condição de neutralidade climática durante os meses do outono. E o enfraquecimento da La Niña vem se confirmando nas últimas semanas, com a diminuição dos valores de anomalia negativa da Temperatura da Superfície do Mar (TSM) e o enfraquecimento dos ventos alísios no Pacífico Equatorial. Considerando-se essa condição de neutralidade climática, a previsão é de um inverno com frio dentro da normalidade para Santa Catarina, neste ano.

Nesse início do outono, a temperatura ficou próxima e acima da média histórica no Estado. No inverno catarinense, em anos de normalidade climática, ocorre uma alternância de períodos com temperatura acima da média e períodos com ondas de frio que declinam bruscamente a temperatura. Pelo menos de uma a três ondas de frio mais intenso, com temperatura abaixo de zero grau nas áreas altas do Estado, em um período de três a cinco dias consecutivos, são esperadas para este inverno de 2018, favorecendo a ocorrência de geada em áreas amplas.

Neve

A neve também é esperada na Serra Catarinense, especialmente entre junho e julho. Lembrando que esses episódios com ondas de frio mais intenso são típicos do inverno catarinense.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: