Conecte-se a nós

Notícias

Taxistas denunciam motorista da Uber

Published

em

Jerry conta que depois que o motorista da Uber bateu em dois táxis, precisou trocar a porta do seu carro - Foto: Núbia Garcia

Taxistas que trabalham no ponto da Rodoviária Dom Honorato Piazzera, em Lages, denunciam o comportamento de um motorista que, segundo eles, atende pelo aplicativo Uber. Segundo relato, no dia 22 de junho, após deixar um passageiro no local, este motorista teria estacionado próximo ao ponto de táxi.

Alegando que os motoristas do aplicativo não podem ficar estacionados em ponto, os taxistas pediram que o homem se retirasse. Ainda segundo os relatos, sem sequer conversar com os taxistas, o homem teria arrancado seu carro e batido contra dois de três táxis que estavam parados no ponto.

“No meu carro estragou a porta esquerda da frente. Eu tive que trocar e colocar nova. Na hora a gente chamou a polícia e eles fizeram o registro do acontecido. Depois a gente foi na delegacia e registrou um boletim de ocorrência contra a pessoa que tava dirigindo o carro do Uber”, conta Jerry Adriani Antunes, 43 anos, um dos taxistas lesados.

Jerry relata que esta não foi a primeira vez o que os taxistas do local tiveram problema com o referido motorista. “A gente espera que ele seja banido da Uber porque a gente sabe que a empresa tem regras e condições para conduta e coisa e assim”, afirma. Contudo, ele afirma que nenhum taxista chegou a formalizar uma reclamação contra o motorista junto à Uber.

O momento em que o homem bate seu veículo contra os táxis chegou a ser gravado pelas câmeras de vigilância da rodoviária. De acordo com o coordenador de Segurança da Secretaria de Segurança Pública, Luis Henrique de Souza, as filmagens são arquivadas por até 30 dias e, como ninguém solicitou a gravação, via judicial ou por documento, o vídeo não foi salvo.

Demanda

De acordo com o Sindicato dos Taxistas de Lages, desde o início da operação do serviço na cidade, a demanda por táxis caiu em 50%, e cerca de 10% dos taxistas deixaram a atividade, muitos para trabalhar pelo aplicativo.

Ao todo, há 115 táxis associados ao sindicato e, de acordo com o presidente da entidade, Orlando Moreira, o número de motoristas que atuam pelo aplicativo chega a ser o dobro disso.

Uber explica que monitora motoristas

A Uber informa que, com os dados fornecidos pela reportagem, não foi possível verificar se há envolvimento de qualquer motorista parceiro no incidente.

“De qualquer forma, a Uber não tolera nenhum comportamento violento por motoristas parceiros ou usuários e, em casos de denúncias que sejam confirmadas, o acesso à plataforma é bloqueado e as contas relacionadas são descadastradas definitivamente.”  

A empresa diz que está sempre à disposição para colaborar com as autoridades no curso de investigações ou processos judiciais, nos termos da lei. Nenhuma viagem com a plataforma é anônima e todas são registradas por GPS. Isso permite que, em caso de necessidade, a equipe especializada possa dar suporte, sabendo quem foi o motorista parceiro e o usuário, seus históricos e qual o trajeto realizado.

Todas as viagens da Uber, necessariamente, só podem ser realizadas por meio do aplicativo, onde o usuário solicita um carro ao toque de um botão e recebe, via app, informações do motorista parceiro que vai buscá-lo, como nome, foto, além de modelo, placa e cor do veículo. Dessa forma, qualquer viagem feita fora desses padrões não é uma viagem de Uber e, portanto, não dispõe das diversas ferramentas de tecnologia e processos de segurança oferecidas pela plataforma, nem é coberta pelo seguro APP que cobre acidentes pessoais durante viagens na plataforma.

“É importante ressaltar que a oferta de viagens fora da plataforma configura uma violação aos Termos e Condições de adesão dos motoristas ao aplicativo da Uber. Temos equipes e tecnologias próprias que constantemente analisam viagens suspeitas para identificar violações aos termos e, caso tais situações sejam comprovadas, proceder com o descadastramento dos envolvidos.”

Compartilhe

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade do Correio Lageano e Portal CLMais