Conecte-se a nós

Notícias

Sete anos no governo: Gestão Colombo e os resultados para a Serra

Published

em

A SC-114, entre Lages e Otacílio Costa está sendo pavimentada em concreto, com garantia de, no mínimo, 30 anos - Foto: ADR Lages/ Divulgação

Raimundo Colombo foi eleito em outubro de 2010, para o cargo de governador de Santa Catarina, com mais de 1.8 milhão de votos. Sua eleição quebrou um jejum de cinco décadas, sem um lageano no principal cargo do estado. Naquele ano, ele bateu todos os recordes eleitorais de Lages e fez 74.224 votos.

Simplesmente cinco vezes mais votos que a somatória de todos os outros candidatos. Os números apontavam o tamanho da expectativa da população em relação ao seu governo. Nesta semana, Colombo entregou sua carta de renúncia na Assembleia Legislativa. Medida necessária, já que pretende disputar uma vaga ao Senado Federal, em outubro deste ano.

Foram mais de sete anos no cargo e o Correio Lageano relaciona as principais ações realizadas na Serra Catarinense. Segundo o Governo do Estado, Colombo autorizou a aplicação de mais de R$ 1,5 bilhão em investimentos para a região.

Segurança Pública

Lages ganhou uma nova Delegacia Regional para oferecer maior acessibilidade à população. Instaladas às margens da Avenida Dom Pedro II, a unidade concentra os assuntos relacionados ao trânsito.

O prédio antigo, na Rua Lauro Müller ficou dedicado aos atendimentos de segurança. A região recebeu um helicóptero, o Águia 4, que atende chamados em toda a Serra catarinense e novos policiais militares e civis foram incorporados.

SC-114, 390 e 110

A rodovia entre Lages e Bom Jardim da Serra recebe três denominações, SCs 114, 110 e 390, que juntas formam uma só estrada. Com 24 quilômetros, o trecho entre Lages e Painel (SC-114) encontra-se em obras e já recebeu nova camada asfáltica.

A SC-114 entre Painel e São Joaquim está pronta e a SC-110 e 390 entre São Joaquim e Bom Jardim da Serra também está em obras. Em toda a extensão, os investimentos são de R$ 175 milhões.

Rodovias

A malha viária foi completamente reestruturada, com obras relevantes do ponto de vista tecnológico e econômico. Por exemplo, a pavimentação da SC-114, no trecho entre Otacílio Costa e a BR-282, está em fase de conclusão ao custo de R$ 84 milhões e recebeu concreto para garantir durabilidade de 30 anos.

Já a revitalização da SC-390, com investimento de R$ 70 milhões em 113 quilômetros, vai garantir o escoamento da produção de grãos de municípios como Anita Garibaldi, Capão Alto e Campo Belo do Sul.

Por sua vez, a Rodovia Caminhos da Neve, que liga as Serras catarinense e gaúcha, tem papel decisivo no escoamento da produção de maçã e renova o potencial turístico de São Joaquim e municípios vizinhos.

Saúde

O Hospital Tereza Ramos (HTR) ganha uma nova ala, com investimento de mais de R$ 100 milhões, além dos custos de manutenção que absorveram cerca de R$ 490 milhões nos últimos sete anos.

É o maior investimento em saúde pública no Estado, e a nova ala pretende dobrar a capacidade de atendimento do HTR, com 120 novos leitos, sendo 30 de UTI. As obras de ampliação já chegam a 90% e devem ser concluídas nos próximos meses.

Já o Hospital Infantil Seara do Bem recebeu investimentos nos últimos anos, ganhando uma nova ala de serviços para o Pronto Atendimento, e hoje é um dos mais modernos do Estado, sendo referência para 90 municípios.

Educação e Cultura

Os recursos foram aplicados nas mais diferentes áreas. As escolas tiveram uma atenção especial, com investimentos de mais de R$ 20 milhões em reformas, ampliações e construção de ginásios em 20 unidades.

O Colégio Rosa, principal referência cultural de Lages, foi restaurado, enquanto o Colégio Industrial absorveu R$ 7,8 milhões na primeira reforma geral em 54 anos de existência. O Ensino Superior também foi incrementado com a ampliação do campus da Udesc, que beneficiou mais mil acadêmicos do Centro de Ciências Agroveterinárias, além de 10 novas salas e laboratórios no campus da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), que recebeu investimentos da ordem de R$ 10 milhões.

Tecnologia

Lages recebeu o primeiro centro de inovação do Estado. Com o nome do senador Luiz Henrique da Silveira, o Órion Parque foi instalado no Bairro São Francisco, e teve um custo aproximado de R$ 9 milhões, sendo R$ 6 milhões do Governo do Estado e R$ 3 milhões do município. São quatro mil metros quadrados de área construída, com 35 salas para a instalação de empresas, com projetos incubados e residentes.

O prédio conta com sistema de aproveitamento da luz solar, passeios públicos, ciclovia, elevador panorâmico, videohall, auditórios para convenções, salas de reunião, completo laboratório de informática, praça de alimentação, área de convivência e sala de recreação, dentre outros espaços. No local são desenvolvidos projetos, mentorias e consultorias em negócios.

SC-114

No trecho entre Painel e São Joaquim a rodovia foi completamente revitalizada. Com investimento de mais de R$ 90 milhões do Governo do Estado, através do Pacto por Santa Catarina, foi reconstruída numa extensão de 55,1 Km.

Além da restauração da pista, a obra incluiu restauração dos acostamentos, alteração de traçado em curvas acentuadas, cinco interseções de acesso, implantação de 14,6 km de faixas adicionais, construção de contenção nos deslizamentos, implantação de 26 abrigos de ônibus e sinalização horizontal e vertical. Na área urbana, foram construídas mais de oito quilômetros de calçadas, nove passagens elevadas de pedestre, além das sinalizações.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: