Conecte-se a nós

Notícias

Serviços da Polícia Civil divididos em duas delegacias

Published

em

Colombo ao lado da delegada Regional Luciana Rodermel e o secretário de Segurança, César Grubba - Foto: Camila Paes

Quem precisa utilizar serviços da Ciretran, emissão de alvarás, liberar veículos apreendidos e tratar de questões administrativas ligadas à Polícia Civil na região de Lages, passará a utilizar o novo endereço da Delegacia Regional, que foi inaugurada ontem, na Avenida Belisário Ramos, no Centro.

O espaço, que é considerado o maior de Santa Catarina, abriu as portas na manhã de terça-feira (19), após seis anos de obras. O Governo do Estado investiu R$ 3,5 milhões na construção do novo prédio e o projeto fez parte do programa Pacto por Santa Catarina. 16 municípios serão atendidos pelos serviços da 8ª Delegacia Regional de Polícia do Estado e o Ciretran, órgão ligado ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que também passará a funcionar no local, e atende um volume aproximado de 100 mil veículos.

A antiga estrutura, na Rua Lauro Müller, também no Centro de Lages, ainda abrigará os serviços da Central de Polícia, a 1ª Delegacia de Polícia e a Delegacia da Mulher. Ou seja, a confecção de Boletins de Ocorrência permanecerá no prédio, que foi construído na década de 1930.

Segurança Pública_ O governador Raimundo Colombo esteve em Lages para a inauguração do prédio e destacou que o combate à violência é um desafio diário para o Estado. “Mesmo que Santa Catarina seja o Estado menos inseguro do País, não podemos nos acomodar, o desafio é cada vez maior”, ressaltou. Colombo ainda afirmou que é por isso que deve-se investir em Segurança Pública, para que a sociedade sinta-se cada vez mais segura e livre.

O governador também frisou que, além da infraestrutura, é importante a contratação de novos policiais que complementem a segurança. No último ano, 73 novos policiais foram encaminhados à Serra Catarinense. 48 eram militares e 25 civis. Destes, 20 PMs e 15 PCs) ficaram lotados na cidade de Lages.

A delegada regional de Lages, Luciana Rodermel, agradeceu os investimentos do Governo do Estado na estrutura e ressaltou que o trabalho e competências da equipe lageana contribuíram para que a nova estrutura se tornasse realidade. Ela ainda destacou que Lages tem um excelente índice de resolutividade, que chega a 100%.

50 novas câmeras – Também no evento, a Prefeitura de Lages e o Governo do Estado assinaram parceria para ampliar o serviço de videomonitoramento na cidade. 50 novas câmeras de vigilância deverão ser instaladas no próximo ano em diversos pontos. Junto com as 37 câmeras já existentes, somarão 87 câmeras auxiliando no trabalho dos policiais na cidade.

Com a parceria, o Governo do Estado ficou responsável pela aquisição dos equipamentos e a manutenção e garantia pelo período de um ano. Já a Prefeitura deve organizar a disponibilização de energia elétrica para o uso dos produtos e a manutenção após o período de um ano. A Polícia Militar já realizou um levantamento de quais pontos receberão os novos equipamentos, que segundo o Tenente-Coronel Fernando, estão espalhados por diversos bairros da cidade. Entretanto, no começo do próximo ano, iniciarão a instalação da fibra ótica, que fornecerá energia para os equipamentos e conforme a disponibilidade técnica, poderão sofrer alterações no posicionamento.

Contrato assinado – O contrato de administração, manutenção e de consultoria do aeroporto regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto, com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), também foi assinado pelo governador Raimundo Colombo e o prefeito de Correia Pinto, Celso Rogério Ribeiro, durante o evento.

Colombo frisou que a última etapa para que o aeroporto passe a funcionar foi vencida, faltando apenas a homologação do documento pela Infraero, o que deve acontecer nos próximos meses.
Ribeiro acredita que no começo de janeiro, a empresa já receberá as chaves da estrutura. Ele ressalta que a infraestrutura está completa e que só será preciso trabalhar na questão documental, como as autorizações de voos com transporte de passageiros e cargas.

Ele explica que a equipe da Infraero esteve visitando a região e constatou que, com os passageiros vindos do Meio Oeste, Alto Vale do Itajaí, Vacaria e Serra Catarinense, haverá procura o suficiente para o funcionamento do aeroporto.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: