Conecte-se a nós

Notícias

Serviço cardiológico em pleno funcionamento

Published

em

Foto: Susana Küster

Lages oferece, desde o fim de abril, cirurgia cardíaca através do Sistema Único de Saúde (SUS), no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres (HNSP). Pacientes da região serrana não precisam mais viajar até Rio do Sul para procedimentos cardiológicos. Quando o serviço começou, cerca de 30 pessoas aguardavam para fazer cateterismo. E, hoje, todos já fizeram na Cardiolages, clínica que fica dentro do hospital.

Cirurgias cardiovasculares de urgência são difíceis de ocorrer. Segundo o superintendente do HNSP, Fábio Lage, o que mais ocorre são procedimentos programados. “Hoje, temos oito pessoas passando por exames para fazerem cirurgia.”

Os recursos para o funcionamento do setor estão planejados e garantidos. Há um limite de R$ 3,2 milhões por ano, o que dá uma média de R$ 270 mil por mês a serem gastos com a especialidade. O dinheiro vem por produção para o custo das cirurgias e também para o honorário dos médicos. Se for gasto menos, o dinheiro vem abaixo dos R$ 270 mil por mês. Há, também, pacientes que fazem cirurgia de forma particular e acertam o pagamento direto com a clínica.

Desde que começaram as cirurgias cardíacas, foram feitas oito e, segundo Lage, todos os pacientes ficaram bem. “Eles saíram muito bem do hospital. Com relação a outros procedimentos, só cateterismo, por exemplo, foram mais de 60.” Ele salienta o ganho para a região com o serviço cardiológico disponível em Lages. “O paciente tem mais comodidade e agilidade na prestação de serviço. Não precisa viajar e entrar na fila de espera por uma cirurgia em outra cidade. A equipe cirúrgica é experiente e tem renome na área.”

 

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: