Conecte-se a nós

Notícias

Semana Santa: Programação é divulgada em Lages

Published

em

Foto: Fom Conradi/ Fomtography/ Divulgação

A Semana Santa, em Lages, atrai milhares de pessoas ao Morro da Cruz, onde ocorre a encenação da Paixão e a Ressurreição de Jesus Cristo. Realizada pela Diocese de Lages, através da Igreja do Navio e Movimento do Tabor, executada pela Fundação Instituto Nereu Ramos e promovida pela Prefeitura de Lages e Governo do Estado de Santa Catarina, a Semana Santa 2018 teve sua cerimônia de lançamento na Fundação Cultural de Lages.

Confira a programação

Para o Padre Ildo Ghizoni, a Semana Santa, além de ser uma programação artística, tem a importância de evidenciar os costumes e valores cristãos. “O tema da Campanha da Fraternidade de 2018 é Fraternidade e Superação da Violência, tendo como lema ‘Em Cristo somos todos irmãos’. É nessa premissa que devemos trabalhar, para provocar na comunidade essa simbologia”, comentou.

O evento começa neste domingo (25), com a celebração do Domingo de Ramos em todas as paróquias. Na Igreja do Navio, por sua vez, acontece a encenação “Jesus Aclamado Rei”. As atrações seguem durante toda a semana e encerra-se no domingo, dia 1 de abril, com a celebração da Páscoa.

Encenação

A “Paixão e Morte de Jesus Cristo”, principal encenação tradicionalmente feita pelo Movimento Tabor, é um dos atos que mais atrai os fiéis. Na Sexta-feira Santa, a partir das 6 horas, tem início da celebração da Paixão de Nosso Senhor, no Morro da Cruz. Às 7 horas, a Via Sacra na escadaria Frei Silvério. A peça principal acontece às 09h30 e às 16h30.

Conforme um dos coordenadores do Movimento Tabor, Helio Diniz Furlan, serão oito dias de evento, com uma programação variada entre encenações, celebrações e procissões, realizadas por oito paróquias da cidade, e uma infraestrutura que envolve muitas pessoas. Inclusive, órgãos como a Diretran, a Secretaria do Meio Ambiente, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar.

Ressurreição

O Sábado de Aleluia também é um dos momentos mais esperado pelos fiéis. Neste dia, se celebra a ressurreição de Jesus Cristo, ato importante para os cristãos, pois se acredita que a morte não é o fim de tudo, e os fiéis acreditam que Cristo veio para salvar as pessoas dos pecados, garantindo a vida eterna.

Nesta data, a programação começa com uma vigília pascal às 19 horas, nas paróquias da Diocese e, próximo das 21 horas, inicia uma procissão em frente a Igreja do Navio, que segue até o alto do Morro da Cruz. Por volta de 22 horas, está programada a encenação da ressurreição de Jesus, com show pirotécnico, luzes, sons e efeitos especiais.

História da Semana Santa

Hélio Furlan lembra que o evento foi criado no ano 2.000. Mesmo ano em que Frei Silvério Fávero faleceu. “Frei Silvério foi o grande idealizador das procissões e celebrações no Morro da Cruz.

Exatamente no ano em que seriam inauguradas as novas instalações no morro, como a escadaria em homenagem aos 500 anos de descobrimento do Brasil, ele faleceu no dia 4 de março. No dia 22 de abril, daquele ano, além da inauguração foi realizado o primeiro evento da Semana Santa, no alto do Morro da Cruz”, lembra.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: