Conecte-se a nós

Notícias

São Joaquim: Vindima encurta sua programação

Published

on

Programação da Vindima, este ano, é nas vinícola - Foto: Arquivo CL

Desde o dia 23 de fevereiro, a região de altitude de Santa Catarina, recebe a programação da Vindima de Altitude, que termina no dia 4 de abril. Porém, este ano, diferentemente das outras edições, não haverão tantas opções na programação. Isso porque houve uma captação de recursos menor em relação ao ano passado.

O presidente da Associação Catarinense dos Produtores de Vinhos Finos de Altitude (Acavits), Guilherme Grando, explica que na praça da matriz, em São Joaquim, não haverão apresentações, como em outros anos.

As vinícolas fazem ações destinadas para a Vindima e algumas lojas estão fazendo degustações. Há também, em alguns restaurantes, comidas típicas da época. “Tivemos menos patrocínio, além disso, falta de apoio da Lei Rouanet.

E também estávamos esperando recursos do Governo Estadual. Não podíamos deixar de festejar a colheita da uva, então fizemos”, avalia.

A ideia é que no ano que vem, a programação volte a ser ampliada, a exemplo dos anos anteriores, inclusive com a volta de apresentações artísticas na praça da cidade.

Recursos

Com a desativação da Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim, a informação recebida pelo Correio Lageano, é que o recurso para a Vindima tinha sido garantido, mas não poderia ser usado.

Porém, essa situação foi desmentida pela assessoria de imprensa da ADR de Lages. Segundo o órgão, o pedido de recurso não teve andamento por parte da ADR de São Joaquim. O CL tentou contato com a ex-secretária de desenvolvimento regional, Solange Pagani, mas não obteve sucesso.

Comentários
Compartilhe

Notícias

Caminhão bau carregado de maçã tomba na divisa de SC e RS

Published

on

Bruno Theodoro/Divulgação

Um caminhão bau carregado de maçãs tombou na manhã deste sábado (23), no km 309 da BR 116, próximo a divisa de Santa Catarina com Rio Grande do Sul. A carreta transitava sentido Rio Grande do Sul/Curitiba e estavam a bordo o motorista e sua esposa. O casal teve ferimentos leves. Informações preliminares indicam que o homem dirigia em velocidade incompatível com o local, pois o acidente aconteceu numa curva acentuada.

O local tem três pistas e o caminhão tombou numa delas (sentido RS) e não precisou interromper o trânsito. Durante o atendimento que mobilizou a Polícia Rodoviária Federal, do Posto de Capão Alto, o socorro da Autopista  Planalto Sul, responsável pelo trecho, e ainda o serviço de remoção da Autopista, o trânsito foi adaptado e fluiu normalmente. A carga de cerca de 27 mil quilos da fruta não se espalhou na pista. A porta traseira chegou a abrir com o impacto, mas a carga ficou retida no caminhão.

A helicóptero do Águia 4 da Polícia Militar foi acionado pela Autopista para dar suporte ao resgate, mas não conseguiu chegar ao local por causa da neblina.

 

 

Carga não se espalhou na pista e casal que estava no caminhão teve apenas ferimentos leves Foto; Bruno Theodoro/Divulgação   

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Sábado será de temperatura amena

Published

on

Por

Dora Melo, aproveitou o sol na Praça Vidal Ramos Sênior, em Lages SC - Foto: Marcela Ramos

A previsão para este sábado (23) é de sol e temperatura agradável. Em Lages, um motivo a mais para Dora Melo aproveitar o dia com a família. Ela está animada e planeja fazer um passeio, ainda mais que o tempo deve colaborar. “O clima está instável ultimamente, atrapalha o modo de se vestir. Pela manhã é frio e à tarde esquenta”, comenta Dora.  

Para Dora e também para quem está cansado do frio, a notícia é boa. O frio intenso não se fará presente neste fim de semana. No sábado, a previsão é de sol com algumas nuvens no decorrer do dia em todo o estado. Clima que favorece atividades ao ar livre ou faxinas em residências.

Em Lages, um motivo a mais para Dora Melo aproveitar o dia com a família

Já no domingo pode haver chuva e uma leve frente fria. Clima propício para quem quer descansar ou assistir a Copa do Mundo com a família. As temperaturas devem variar entre 10°C a 20°C. Segundo o engenheiro agrônomo da Climaterra, Ronaldo Coutinho, na última semana de Junho não haverá frio intenso. “ Primeiro esquenta para depois esfriar”, cita Coutinho.       

O tempo amanheceu nublado, na sexta-feira(22), em Lages. O sol apareceu com algumas nuvens. Em função desta combinação alguns períodos do dia foram quentes e outros exigiram o uso de agasalhos.                                         

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Três meses depois, pista da BR-282 não foi sinalizada

Published

on

Quase 50 quilômetros do trecho que pertence a unidade do Dnit de Lages está sem sinalização horizontal - Foto: Bega Godóy

A recuperação do trecho da BR-282 entre o Km 114, próximo a Alfredo Wagner, até Lages foi concluída. A empresa responsável, a Sul Catarinense terminou os serviços em março. Desde então, à noite ou com neblina, o motorista que usa a via precisa seguir o próprio instinto, pois a sinalização horizontal, em alguns trechos, sequer existe e em outros apenas a faixa central foi pintada de forma precária.

Enquanto isso, cada usuário se vira como pode. O morador do Bairro Petrópolis, em Lages, Jorge Melo costuma descer para o litoral quase mensalmente e nesse período, mudou o horário de saída.

“Costumava viajar no final da tarde, mas agora vou logo depois do meio dia”, explica o aposentado. A nova estratégia é justamente para evitar a neblina, dirigir à noite, e os dias chuvosos, quando a visibilidade cai muito, circunstâncias que aliadas à falta de sinalização podem causar acidentes”.

“Sem sinalização tem que se redobrar a atenção para evitar surpresas”, afirma, ao se referir principalmente aos motoristas que não costumam usar a rodovia, que possui longas retas e curvas acentuadas.

O trecho de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) de Lages compreende 211 quilômetros, desses, 25 estão sem sinalização e outros 20 contam somente com a faixa que separa as duas pistas.

Nossa reportagem percorreu parte da via e, no sentido litoral, deparou-se com um trecho urbano, próximo à entrada da Agência de Desenvolvimento Regional de Lages, embora pequeno, cheio de remendos no asfalto e nenhuma sinalização horizontal.

Outro trecho, no quilômetro 185, em Pessegueiros, o trecho tem apenas sinalização central. Quem vai sentido Oeste, também encontra problemas do gênero.

O que diz o Dnit local

O engenheiro do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), da unidade de Lages, Enio Jocobos Spieker, reconhece que a falta de sinalização pode atrapalhar o motorista e até causar acidentes.

No entanto, ele contrapõe ao usar dados da Polícia Rodoviária Federal, que apontam que os acidentes mais frequentes na BR-282, uma das violentas de Santa Catarina, são provocados por excesso de velocidade ultrapassagens indevidas e motoristas embriagados.

“Se vier andando a 80 quilômetros por hora a probabilidade de acidente é menor. Em dia de neblina a visibilidade é reduzida e tem que ter cuidado com ou sem sinalização”, diz o engenheiro, ao acrescentar que a sinalização provisória é para diminuir os riscos de acidentes, mas em qualquer situação o motorista tem que ser cuidadoso.

Pintura começa nos próximos dias

Segundo o engenheiro, a pintura que vem na sequência da recuperação do pavimento será executada nos próximos dias. O Governo Federal  tem um programa para esta finalidade, o BR Legal. “Os trabalhos de pintura já começaram no trecho de Alfredo Wagner e Rancho Queimado e aqui na região começam em breve”, afirma.

Antes de começar a pintura, a empresa terá que fazer a marcação que indica trevos, e a colocação de tachas refletivas, linhas de parada, bordas, faixa dupla entre outros itens. Não pode ser com tempo chuvoso, pois há uma temperatura mínima para a tinta ser usada.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©